Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do estriol na indução da expressão de receptores de progesterona nas células RINm5F - um modelo in vitro para o estudo do diabetes gestacional

Processo: 12/11147-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2012
Vigência (Término): 31 de julho de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia
Pesquisador responsável:Anna Karenina Azevedo Martins
Beneficiário:Samira Alvarez Sardella
Instituição-sede: Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Fenômenos fisiológicos celulares   Técnicas in vitro   Progesterona   Diabetes gestacional   Estriol

Resumo

Durante a gestação ocorrrem ajustes no organismo materno. Um dos aspectos mais afetados é o metabolismo dos carboidratos. Nesse sentido, observa-se significantes mudanças na sensibilidade à insulina, contudo normalmente as variações da glicemia são pequenas. Tal fato aponta para uma plasticidade da massa de células ² pancreáticas. Porém, a incapacidade das ilhotas maternas responderem à demanda aumentada de insulina pode levar ao desenvolvimento do diabetes gestacional (DG). Os hormônios esteróides estrógenos e progestágenos também sofrem ajustes e têm suas concentrações aumentadas durante a gravidez. Alguns autores sugeriram que essas modificações hormonais poderiam contribuir para a adaptação insuficiente na secreção de insulina frente à demanda aumentada. Diante desse quadro, foram realizados estudos, pelo nosso grupo, em que observou-se que a progesterona induziu a morte de células ² pancreáticas e que o 17²-estradiol, em combinação com progesterona, aumentou o total de células mortas. Como em outros tecidos (núcleo pré-optico medial e cérebro anterior de rato), uma importante função dos receptores de estrógeno é a regulação da transcrição do receptor de progestágenos, é possível sugerir que os estrógenos, ou alguns desses compostos, ao regular a expressão de receptores de progesterona nas células pancreáticas, as tornem mais susceptíveis à ação desse hormônio, o que poderia levar à condição que desencadearia o surgimento do DG.