Busca avançada
Ano de início
Entree

A pronúncia do mandarim aplicada ao canto: uma proposta para o falante do português brasileiro

Processo: 12/13185-6
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2012
Vigência (Término): 31 de agosto de 2013
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Música
Pesquisador responsável:Martha Herr
Beneficiário:Carlos Alexandre de Moraes Alferes dos Santos
Instituição Sede: Instituto de Artes (IA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Canto   Língua chinesa   Fonética
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:pronúncia do canto chinês | pronúncia do mandarim cantado | Transcrição da música vocal chinesa | transcrição fonética do mandarim | Canto em Mandarim - Língua Chinesa

Resumo

O interesse em aprender o idioma chinês é cada vez mais frequente no mundo todo e, no Brasil, é cada vez mais comum nos depararmos com estudantes de mandarim. No entanto, o contato inicial com o idioma chinês é muito mais complicado do que quando tratamos com línguas que possuem uma mesma origem que o português, uma vez que a maior dificuldade está no fato do mandarim pertencer a um universo ideográfico, gerando complicações no âmbito fonético-fonológicas. É difícil, para o falante natural de português brasileiro, assimilar o idioma chinês sem associá-lo a uma escrita fonográfica. Com a utilização do padrão internacional do chinês moderno, o Pinyin, podemos minimizar esta dificuldade, entretanto, ele não se estabelece como um tipo de transcrição fonográfica biunívoca, ao contrário das formas de transcrição baseadas no International Phonetic Alphabet (IPA), que tem como proposta a biunivocidade na relação entre grafemas e fonemas. A partir da utilização do IPA será formalizado um padrão referencial de transcrição fonética para o mandarim aplicado ao canto com a finalidade de apresentar ao falante do português brasileiro uma proposta de pronúncia. Como base serão utilizadas as propostas apresentadas na pesquisa "PB Cantado: Normas para a Pronúncia do Português Brasileiro no Canto Erudito". Além do estabelecimento de um modelo de representação fonética da pronúncia, esta proposta também tem como objetivo levantar questões quanto a determinados aspectos fonológicos e prosódicos da língua chinesa cantada. O resultado principal será o desenvolvimento de uma tabela de referência para a pronúncia do mandarim padrão aplicada ao canto, com informações da notação ideográfica chinesa, do sistema Pinyin, do IPA, além de regras elementares de pronúncia. Além de fornecer ao cantor falante do português brasileiro as ferramentas essenciais para que ele tenha acesso à pronúncia do mandarim padrão, especialmente no que diz respeito à compreensão do uso correto dos recursos fonético-fonológicos, esta proposta pode contribuir para o acesso de ocidentais à cultura e música chinesas, visando o aumento de cantores falantes do português brasileiro que se interessem pelo repertório musical chinês. Embora exista um vasto e valioso repertório cantado em mandarim padrão, a carência de um estudo mais aprofundado que priorize o estabelecimento de uma transcrição fonética do idioma chinês voltada ao canto o torna praticamente inacessível ao cantor falante do português brasileiro. A importância de se desenvolver uma representação da pronúncia do mandarim padrão a partir de uma transcrição fonética alicerçada no IPA é fundamental para a sua compreensão nos âmbitos verbal e musical, contribuindo para o intercâmbio entre falantes do português brasileiro e o repertório cantado em mandarim padrão. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)