Busca avançada
Ano de início
Entree

Florivoria em Bauhinia rufa (Leguminosae - Caesalpinioideae) em fragmentos de Cerrado do estado de São Paulo

Processo: 12/14338-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2012
Vigência (Término): 31 de julho de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Morfologia Vegetal
Pesquisador responsável:Silvia Rodrigues Machado
Beneficiário:Natállia Carrion Teodoro
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/55434-7 - Estruturas secretoras em espécies vegetais de cerrado: abordagens morfológica, química e ecológica, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Fenologia   Cerrado   Animais herbívoros   Bauhinia

Resumo

Florivoria é um tipo de interação associada a danos em estruturas com potencial reprodutivo, que vão desde botões florais até as flores em antese. Florívoros podem afetar diretamente a aptidão de componentes masculinos e femininos das flores quando consumem total ou parcialmente pistilos e estames, ou indiretamente quando consomem áreas produtoras de néctar, óleos, resinas ou perfume, podendo levar à diminuição da atratividade floral e do retorno do polinizador. Embora alguns dados preliminares indiquem que a florivoria pode ser tão ampla e extensa como a florivoria, estudos com este enfoque ainda são bastante escassos em ambientes tropicais, especialmente em formações savânicas. As interações planta-animal são um campo importante da pesquisa ecológica devido ao seu papel na dinâmica das populações, comunidades e nos processos evolutivos, sendo sensíveis às alterações antrópicas causadas nos ecossistemas. Os efeitos da fragmentação de habitat sobre as interações inseto-planta, especificamente sobre herbivoria floral são praticamente desconhecidos. Assim, o objetivo deste projeto é avaliar a riqueza de florívoros, a intensidade de herbivoria floral e o sucesso reprodutivo de Bauhinia rufa em fragmentos de cerrado do estado de São Paulo. Para tal, serão analisados fatores abióticos com o objetivo de avaliar seus efeitos moduladores sobre as variáveis respostas consideradas, nesse sistema como controles interativos. Será avaliada a fenologia, a riqueza de florívoros, as taxas de florivoria e finalmente o sucesso reprodutivo, como uma medida de desempenho dos indivíduos de B. rufa, em populações de seis fragmentos de cerrado localizados no centro-oeste do estado de São Paulo. (AU)