Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do estado nutricional da gestante portadora de anemia falciforme e sua associação com as complicações obstétricas e resultados perinatais

Processo: 12/03547-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2012
Vigência (Término): 30 de setembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Roseli Mieko Yamamoto Nomura
Beneficiário:Letícia Vieira de Paiva
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Nutrição em saúde pública   Complicações na gravidez   Estado nutricional   Gravidez de alto risco

Resumo

O prognóstico da gestação é influenciado pelo estado nutricional materno anterior e durante a gravidez. Sabe-se que, desde a infância, as pessoas portadoras da doença falciforme apresentam crescimento deficiente. Em mulheres portadoras dessa doença, o comprometimento do seu estado nutricional pode influenciar no prognóstico materno e perinatal. Estudos sobre a composição corporal de crianças com anemia falciforme demonstram depósitos deficientes de gordura (energia) e de proteína, sugerindo que as necessidades nutricionais não são alcançadas. O mesmo deve ocorrer no período gestacional, e esses aspectos não foram investigados na gravidez. Nossa proposta é analisar o estado nutricional de gestantes portadoras de doença falciforme, avaliando o consumo dietético materno, desde o início do pré-natal e realizando seguimento até o parto. Será investigada a associação entre os parâmetros da avaliação nutricional e os resultados adversos, maternos e perinatais. Métodos: Serão avaliadas 30 gestantes portadoras de anemia falciforme a partir do início do pré-natal especializado. Será realizada a avaliação antropométrica e o índice de massa corporal. As gestantes serão entrevistadas para análise do consumo dietético pelo questionário de freqüência alimentar, que irá caracterizar e valor energético total e a ingestão de macronutrientes (carboidratos, proteínas e lipídios) e micronutrientes (Cálcio, Ferro, Folato, Zinco, Vitaminas A, E, e C. Será realizado seguimento pré-natal mensal com reavaliação nutricional trimestral. Serão investigadas as seguintes variáveis obstétricas e perinatais: ocorrência de intercorrências obstétricas ou outras doenças maternas, idade gestacional, tipo de parto, indicação do parto operatório, índices hematimétricos prévios, no intra e pós-operatórios, necessidade de transfusão de hemoderivados, dias de internação; complicações no puerpério (transfusão, infecção, deiscências), peso do recém-nascido, classificação de peso (adequado, pequeno ou grande para idade gestacional), sexo do RN, índices de Apgar, óbito perinatal, outras complicações perinatais, pH de cordão umbilical. Será adotado como nível de significância o valor 0,05 (alfa=5%). Com isso, níveis descritivos (p) inferiores a esse valor serão considerados significantes (p<0,05).

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
PAIVA, Letícia Vieira de. Nutrição da gestante portadora de anemia falciforme, complicações maternas e resultados perinatais. 2016. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.