Busca avançada
Ano de início
Entree

Síntese de nanopartículas magnéticas modificadas com polímeros biomiméticos para Penicilina-G

Processo: 12/14181-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2012
Vigência (Término): 30 de novembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Maria Del Pilar Taboada Sotomayor
Beneficiário:Rafael Rovatti Pupin
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Antibióticos   Penicilina G   Nanopartículas magnéticas   Materiais biomiméticos

Resumo

A indústria farmacêutica evoluiu muito nas últimas décadas, produzindo milhares de diferentes medicamentos e, dessa forma, contribuindo para a melhora da área da saúde. Entre os medicamentos mais importantes estão os antibióticos ²-lactâmicos (tais como a benzilpenicilina ou simplesmente penicilina G), utilizados como agentes antimicrobianos. Porém, esses medicamentos têm sido descartados no meio ambiente de forma não adequada, poluindo principalmente as águas fluviais. Outro problema é o fato de que ficam resíduos deste medicamento no leite, uma vez que a penicilina é o antibiótico mais administrado às vacas de leite para tratamento da mastite. Esses resíduos de penicilina oferecem riscos à saúde devido ao alto número de pessoas que são alérgicas ao medicamento. Assim, este projeto visa desenvolver sistemas de análise seletiva através de polímeros molecularmente impressos ou MIPS (Molecularly Imprinted Polymers) imobilizados sobre nanopartículas magnéticas para detectar traços de penicilina presentes em matrizes complexas como mel e leite. Os MIPS, também chamados de polímeros biomiméticos por mimetizar interações de afinidade como a dos anticorpo-antígeno, ao serem modificados sobre as nanopartículas magnéticas atuarão seletivamente na extração do analito de interesse (penicilina G), ao mesmo tempo em que as nanopartículas magnéticas permitirão a separação seletiva do analito das matrizes complexas que serão avaliadas, desta forma aumentando a detectabilidade e confiabilidade da análise, que poderá ser feita por técnicas cromatográficas ou eletroquímicas. As nanopartículas magnéticas, na ordem de 20 nm, serão sintetizadas através do método da co-precipitação e a seguir serão modificadas com o MIP usando o método "in bulk". Depois de sintetizado o magneto-MIP, a sua eficiência de retenção e seletividade do analito serão estudadas pelas isotermas de ligação, estudo cinético do tempo de adsorção, otimização do solvente e pH de extração e, a seguir os materiais obtidos serão aplicados em amostras enriquecidas com penicilina G, em leite e mel in natura e comercial, os quais deverão ser analisados através da cromatografia e por meio de técnicas eletroanalíticas, visando obter o método mais sensível, rápido e economicamente mais rentável para este tipo de análise. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PUPIN, RAFAEL ROVATTI; FOGUEL, MARCOS VINICIUS; GONCALVES, LUIS MOREIRA; SOTOMAYOR, MARIA DEL PILAR T. Magnetic molecularly imprinted polymers obtained by photopolymerization for selective recognition of penicillin G. Journal of Applied Polymer Science, v. 137, n. 13 APR 5 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.

Patente(s) depositada(s) como resultado deste projeto de pesquisa

PROCESSO PARA A PREPARAÇÃO DE POLÍMEROS MAGNÉTICOS COM IMPRESSÃO MOLECULAR (MIP) BR1020160165539 - Universidade Estadual Paulista (UNESP) . Rafael Rovatti Pupin; Marcos Vinicius Foguel; Maria Del Pilar Taboada Sotomayor - 18 de julho de 2016