Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação do LogP e Estabilidade química do composto [5-(5-bromo-1H-indol-3-metieleno)-3-(4-cloro-benzil)-tiazolidina-2,4-diona)] (Lyso-07).

Processo: 12/12108-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2012
Vigência (Término): 31 de agosto de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:Rosangela Gonçalves Peccinini
Beneficiário:Júlia Miranda Ribeiro Bazzano
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Estabilidade química   Anti-inflamatórios   Farmacocinética

Resumo

A disposição cinética de um fármaco possui estreita relação com algumas de suas propriedades físico-químicas. A investigação destas propriedades antes da avaliação do perfil farmacocinético em modelos animais pode ter valor preditivo do seu comportamento no organismo e auxiliar no planejamento do estudo in vivo. A nova molécula Lyso-7 - [5-(5-bromo-1H-indol-3-metieleno)-3-(4-cloro-benzil)-tiazolidina-2,4-diona)] - foi sintetizada pelo Laboratório de Planejamento e Síntese de Fármacos da Universidade Federal de Pernambuco e se destacou por sua atividade anti-inflamatória. Embora a atividade farmacológica do produto seja premissa básica para a sua viabilidade terapêutica, ela não é a única característica definidora desta viabilidade. Os aspectos farmacocinéticos devem ser investigados precocemente para evitar a continuidade de estudos com compostos com pouca chance de sucesso posterior. O presente projeto tem como objetivo avaliar o LogP e a estabilidade in vitro e ex vivo do composto. Estas informações auxiliarão no planejamento do estudo in vivo e na interpretação dos seus resultados.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)