Busca avançada
Ano de início
Entree

Conformação dos fundos de vale no tecido urbano das cidades do Oeste paulista: linha Alta Paulista

Processo: 12/13559-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2012
Vigência (Término): 31 de agosto de 2013
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Fundamentos de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Norma Regina Truppel Constantino
Beneficiário:Júlia Torres Marcilio
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):História do urbanismo   Arquitetura paisagística   Urbanismo   Desenho urbano   Edificações

Resumo

As cidades formadas no Oeste Paulista no final do século XIX e início do século XX apresentam, ainda hoje, uma paisagem bastante homogênea, não só quanto ao aspecto da paisagem natural, mas também quanto à forma de ocupação e o desenho urbano. Observa-se que uma série de cidades foram implantadas próximas aos rios, e outras no espigão divisor de bacias hidrográficas. Uma hipótese a ser analisada é a da permanência das áreas livres ao longo dos cursos d´água - antes importantes marcos divisores das fazendas que deram origem ao tecido urbano - podendo ser considerados referenciais históricos, mas apresentando-se como lugares degradados e sem identidade. A implantação de uma rede de cidades paulistas na primeira metade do século XX pode ser considerada como um marco no planejamento urbano, apesar de não serem utilizadas técnicas ou instrumentos inovadores. O objetivo maior era obter um rápido retorno do investimento feito. O recorte geográfico escolhido para o desenvolvimento da pesquisa, assim, é o estudo de áreas de fundos de vale em quatro cidades paulistas, situadas ao longo de um dos ramais ferroviários - a Alta Paulista - pesquisando o estado atual, analisando a questão das permanências, a forma de ocupação, a sua inserção nos Planos Diretores Participativos e outras legislações municipais e as relações existentes entre os habitantes da cidade com os rios e córregos urbanos. As cidades escolhidas foram ponta de linha da ferrovia: Agudos, Tupã, Lençóis Paulista e Panorama. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Como as cidades tratam seus rios