Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise integrada (taxonômica, paleoecológica e evolutiva) dos bivalves da base da Formação Corumbataí (Permiano) e unidades coevas e suas implicações para história geológica da malacafauna endêmica da Bacia do Paraná, Brasil

Processo: 12/12508-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2012
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Marcello Guimarães Simões
Beneficiário:Suzana Aparecida Matos da Silva
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Permiano   Bioestratigrafia   Paleoecologia   Bacia do Paraná

Resumo

O presente projeto de pesquisa está fundamentado na hipótese de que o progressivo processo de continentalização da Bacia do Paraná, no final do Permo e Triássico, conduziu ao aparecimento de distintas faunas de bivalves, cujo caráter paleoautoecológico e paleobiogeográfico foi, em grande parte, influenciado pelas alterações paleoambientais ocorridas na bacia. O entendimento, entretanto, da evolução in situ das malacofaunas e de fenômenos ecológicos/evolutivos envolvidos, como a grande disparidade morfológica dos elementos são enormemente prejudicados pelo conhecimento ainda precário da taxonomia e afinidades das faunas, em especial da base da Formação Corumbataí. O presente projeto de pesquisa, fundamentado em novos achados e em coleções já existentes pretende fornecer dados para o preenchimento desta lacuna de conhecimento. Em outras palavras, visa contribuir para ampliar o conhecimento taxonômico, paleoecológico e bioestratigráfico dos bivalves da parte basal da Formação Corumbataí, como fundamento para a melhor compreensão da evolução da malacofauna endêmica do Grupo Passa Dois. Neste contexto, esse projeto tem como objetivo geral o estudo taxonômico e bioestratigráfico dos bivalves fósseis encontrados na base da Formação Corumbataí, na região de Rio Claro, Piracicaba e adjacências, incluindo: (a) coleta de novos dados nas pedreiras ao longo da Rodovia Fausto Santomauro, Rio Claro-Piracicaba; (b) descrição morfológica e revisão taxonômica dos bivalves da base da Formação Corumbataí, com base nas coleções do IBB/UNESP e IGc/USP; (c) identificação, descrição e classificação dos bivalves provenientes do novo afloramento (afloramento Canavial), da base da Formação Corumbataí, nos arredores de Rio Claro, SP; (d) estudo morfofuncional das conchas dos bivalves estudados, com o intuito de interpretar o caráter paleoautoecológico da fauna; (e) correlação dos dados paleoautoecológicos, com os tafonômicos, com a finalidade de entender as condições ambientais (dinâmica sedimentar) dos estratos onde os fósseis são encontrados e (h) interpretação dos dados em termos das biozonas de bivalves, disponíveis para o Grupo Passa Dois. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MATOS, SUZANA APARECIDA; WARREN, LUCAS VERISSIMO; FUERSICH, FRANZ THEODOR; ALESSANDRETTI, LUCIANO; ASSINE, MARIO LUIS; RICCOMINI, CLAUDIO; SIMOES, MARCELLO GUIMARAES. Paleoecology and paleoenvironments of Permian bivalves of the Serra Alta Formation, Brazil: Ordinary suspension feeders or Late Paleozoic Gondwana seep organisms?. Journal of South American Earth Sciences, v. 77, p. 21-41, AUG 2017. Citações Web of Science: 4.
MATOS, SUZANA APARECIDA; WARREN, LUCAS VERISSIMO; VAREJAO, FILIPE GIOVANINI; ASSINE, MARIO LUIS; SIMOES, MARCELLO GUIMARAES. Permian endemic bivalves of the ``Irati anoxic event{''}, Parana Basin, Brazil: Taphonomical, paleogeographical and evolutionary implications. PALAEOGEOGRAPHY PALAEOCLIMATOLOGY PALAEOECOLOGY, v. 469, p. 18-33, MAR 1 2017. Citações Web of Science: 4.
SIMOES, M. G.; MATOS, S. A.; WARREN, L. V.; ASSINE, M. L.; RICCOMINI, C.; BONDIOLI, J. G. Untold muddy tales: Paleoenvironmental dynamics of a ``barren{''} mudrock succession from a shallow Permian epeiric sea. Journal of South American Earth Sciences, v. 71, n. SI, p. 223-234, NOV 2016. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.