Busca avançada
Ano de início
Entree

Consequências dos resultados do LHC para modelos supersimétricos

Processo: 12/14621-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 14 de janeiro de 2013
Vigência (Término): 13 de abril de 2013
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física das Partículas Elementares e Campos
Pesquisador responsável:Gustavo Alberto Burdman
Beneficiário:André Paniago Lessa
Supervisor no Exterior: Sabine Kraml
Instituição-sede: Instituto de Física (IF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Laboratoire de Physique Subatomique et de Cosmologie de Grenoble (LPSC), França  
Vinculado à bolsa:11/10716-8 - Modelos SO(10) supersimétricos e a cosmologia do PQMSSM na era do LHC, BP.PD
Assunto(s):Supersimetria   Matéria escura   Física além do modelo padrão   Grande Colisor de Hádrons

Resumo

A divulgação dos primeiros resultados do LHC com o conjunto completo de dados obtidos em 2011 teve importantes consequências para a fenomenologia de física além do Modelo Padrão. Em particular, a possível evidência de um Higgs de 125 GeV tem profundas implicações para modelos supersimétricos. Nos últimos meses o foco da fenomenologia de modelos supersimétricos tem migrado dos modelos mínimos estudados até então (tal como o mSUGRA ou CMSSM) para modelos com hierarquia invertida ou extensões do MSSM. Em 2012 espera-se que o LHC acumule pelo menos três vezes o volume de dados obtidos em 2011, à uma energia de 8 TeV. Os resultados obtidos deste enorme conjunto de dados terá importantes consequências para a construção de teorias supersimétricas realistas e sua fenomenologia. Neste projeto propomos o estudo do impacto dos resultados dos dados de 2012 para a fenomenologia de modelos supersimétricos, com ênfase em modelos que visam solucionar o Problema de Hierarquia. (AU)