Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da alternagina-C (ALT-C), uma proteína extraída do veneno da serpente Urutu (Rhinocerophis alternatus, antiga Bothrops alternatus), sobre a contratilidade cardíaca de peixe em normóxia e frente à hipóxia tecidual

Processo: 12/10993-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2012
Vigência (Término): 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Comparada
Pesquisador responsável:Francisco Tadeu Rantin
Beneficiário:Diana Amaral Monteiro
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Anóxia   Angiogênese

Resumo

Estudos recentes comprovaram que a alternagina-C (ALT-C), uma proteína tipo desintegrina extraída do veneno da serpente urutu (R. alternatus), é capaz de promover a angiogênese in vivo e a migração e proliferação de células endoteliais in vitro. Tal molécula, portanto, possui potencial para ser utilizada na indústria farmacêutica, como coadjuvante em terapias pró-angiogênicas essenciais em terapias para as doenças cardiovasculares. O projeto de pesquisa propõe uma investigação sobre o efeito da ALT-C sobre a contratilidade miocárdica de peixe com o intuito de investigar se essa desintegrina atua modulando positivamente o acoplamento excitação-contração (EC) dos miócitos através da indução de angiogênese e modulação das vias de sinalização Ca2+-dependentes, melhorando a força de contração, a capacidade de bombeamento cardíaco e a resistência desse tecido à hipóxia. Para tanto será realizada a purificação da proteína a partir do veneno liofilizado de B. alternatus por dupla filtração seguida de cromatografia de troca aniônica. Os peixes receberão uma dose única intravenosa de ALT-C e após 7 dias, os mecanismos envolvidos na contratilidade do músculo cardíaco in vitro serão avaliados em normóxia ou em hipóxia. A dose será escolhida a partir da identificação de uma curva dose-resposta. Também serão realizadas as seguintes análises: quantificação do fator crescimento endotelial vascular (VEGF) através do ensaio ELISA; expressão das proteínas envolvidas no acoplamento EC (trocador Na+/Ca2+; Ca2+-ATPase do retículo sarcoplasmático e fosfolambam) por Western-blot, avaliação do número de vasos sanguíneos no miocárdio bem como a diferenciação de colágeno por microscopia de luz e a marcação de células endoteliais por imunohistoquímica. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Proteína do veneno da serpente urutu pode ser benéfica para o coração 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MONTEIRO, D. A.; KALININ, A. L.; SELISTRE-DE-ARAUJO, H. S.; NOGUEIRA, L. A. N.; BELETTI, M. E.; FERNANDES, M. N.; RANTIN, F. T. Cardioprotective effects of alternagin-C (ALT-C), a disintegrin-like protein from Rhinocerophis alternatus snake venom, on hypoxia-reoxygenation-induced injury in fish. COMPARATIVE BIOCHEMISTRY AND PHYSIOLOGY C-TOXICOLOGY & PHARMACOLOGY, v. 215, p. 67-75, JAN 2019. Citações Web of Science: 0.
MONTEIRO, DIANA AMARAL; SELISTRE-DE-ARAUJO, HELOISA SOBREIRO; TAVARES, DRIELE; FERNANDES, MARISA NARCISO; KALININ, ANA LUCIA; RANTIN, FRANCISCO TADEU. Alternagin-C (ALT-C), a Disintegrin-Like Cys-Rich Protein Isolated from the Venom of the Snake Rhinocerophis alternatus, Stimulates Angiogenesis and Antioxidant Defenses in the Liver of Freshwater Fish, Hoplias malabaricus. TOXINS, v. 9, n. 10 OCT 2017. Citações Web of Science: 2.
MONTEIRO, D. A.; KALININ, A. L.; SELISTRE-DE-ARAUJO, H. S.; VASCONCELOS, E. S.; RANTIN, F. T. Alternagin-C (ALT-C), a disintegrin-like protein from Rhinocerophis alternatus snake venom promotes positive inotropism and chronotropism in fish heart. Toxicon, v. 110, p. 1-11, FEB 2016. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.