Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da obesidade no tecido ósseo de rattus novergicus albinus idosos.

Processo: 12/16077-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de setembro de 2012
Vigência (Término): 31 de maio de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Mário Jefferson Quirino Louzada
Beneficiário:Bruna Rezende Silva Martins de Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária (FMVA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/50520-5 - Efeito da obesidade no tecido ósseo de Rattus novergicus albinus idosos, AP.R
Assunto(s):Envelhecimento   Sacarose   Densidade óssea   Obesidade

Resumo

Diversas doenças crônicas têm sido associadas à obesidade e sua prevalência tem aumentado significativamente em todas as faixas etárias incluindo os idosos, constituindo-se em um grande problema de saúde pública. Há relatos de que o tecido ósseo também é negativamente afetado por esta disfunção orgânica, em ratos jovens, que acaba por provocar mudanças na dinâmica da remodelação óssea, mas não há relatos em ratos idosos. Assim é objetivo deste trabalho avaliar os efeitos da obesidade no tecido ósseo de ratos Wistar machos idosos, através da determinação de parâmetros biofísicos, bioquímicos e biométricos destes animais que sofrerão indução a obesidade pela ingestão de sacarose. Serão utilizados 20 Rattus novergicus albinus machos com 20 meses de idade, sendo dez pertencentes ao grupo controle (GC) e dez animais que sofrerão indução à obesidade pela ingestão de sacarose 30%, durante oito semanas constituindo o grupo sacarose (GS). Após período de indução à obesidade os animais de ambos os grupos serão anestesiados com Ketamina (30 mg/kg) e Xilazina (3 mg/kg), para coleta de sangue seguido de sacrifício com dose excessiva destes anestésicos. Em seguida, as tíbias serão desarticuladas e dissecadas para análises. A densidade mineral óssea será avaliada por densitômetro ósseo padrão; a imagem radiográfica (comprimento e diâmetro) e a área trabecular por meio do programa computacional de análise de imagens - IMAGE J®; a porosidade cortical e conectividade trabecular por microtomografia e a resistência óssea será determinada por ensaio mecânico destrutivo. A glicemia será determinada por meio de glicosímetro. Serão efetuadas análises bioquímicas para dosagem sérica de cálcio, fósforo e leptina. Serão avaliados parâmetros biométricos, ganho e variação de massa corporal, ingestão de líquidos e consumo de alimentos. Os resultados obtidos serão apresentados como média e desvio padrão. Passarão por análise estatística pelo Teste T de Student, com o programa computacional GraphPad InStat®, versão 3.06. Os resultados serão apresentados como média ± desvio padrão. O nível de significância utilizado será de 5% em todas as análises.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)