Busca avançada
Ano de início
Entree

Interleucina-8 em sangue de cordão umbilical como marcador de infecção neonatal precoce em recém-nascidos após rotura prematura de membranas pré-termo

Processo: 11/22154-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2012
Vigência (Término): 30 de setembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Maria Regina Bentlin
Beneficiário:Greyce Cristina Ferreira Russo
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Ruptura prematura de membranas fetais   Recém-nascido   Sangue fetal   Interleucina-8   Sepse

Resumo

A rotura prematura de membranas pré-termo (RPM-PT) é um fator de risco para infecção precoce e sepse em recém-nascidos. A IL-8 é um importante mediador e marcador de infecção sendo utilizada tanto para diagnóstico de infecção precoce e tardia em neonatos quanto para exclusão de infecção, possibilitando o uso racional de antibióticos. Objetivo: Investigar os níveis de IL-8 em sangue de cordão umbilical como marcador de infecção precoce em prematuros após rotura prematura de membranas prolongada. Método: Estudo clínico, prospectivo, a ser realizado na Maternidade e na Unidade Neonatal do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu - UNESP, no período de 1 ano. Serão incluídos no estudo recém-nascidos prematuros de gestantes com rotura de membranas e 12 horas sem patologias obstétricas anteriores. Interleucina 8 será dosada em sangue de cordão por meio de citometria de fluxo. Infecção precoce será definida como sinais clínicos de infecção associada a escore hematológico de Rodwell e3 e/ou pela proteína C reativa >1mg/dL, nas primeiras 48 horas de vida. Conforme a evolução clínica e laboratorial os recém-nascidos avaliados serão alocados em dois grupos: Infectado e Não infectado, os quais serão comparados quanto às variáveis perinatais, neonatais e níveis de Interleucina 8. Análise estatística será realizada por testes paramétricos e não paramétricos, com significância estatística se p<0.05. A acurácia da Interleucina 8 será obtida pela área sob a curva ROC (ROC - Curva de operação resposta) e calculados os valores de sensibilidade, especificidade, valor preditivo positivo (VPP) e negativo (VPN) para este mediador como teste de diagnóstico. (AU)