Busca avançada
Ano de início
Entree

Utilização das membranas de colágeno aniônicas mineralizadas no reparo de falhas ósseas provocadas na calvária de ratos

Processo: 12/02767-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2012
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Anatomia
Pesquisador responsável:Marcelo Rodrigues da Cunha
Beneficiário:Mariane Silva Pettian
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Jundiaí (FMJ). Prefeitura Municipal de Jundiaí. Jundiaí , SP, Brasil
Assunto(s):Matriz extracelular   Osteogênese   Reparo ósseo   Colágeno

Resumo

Atualmente há um interesse no desenvolvimento e aperfeiçoamento de biomateriais sintéticos que possam ser utilizados na substituição do tecido ósseo patológico ou que atuem como osteoindutores e/ou osteocondutoras do processo de reparação óssea em caso de fraturas ou defeitos congênitos com perda acentuada de massa óssea. Assim sendo, a utilização de materiais constituídos de elementos de matriz extracelular (MECa) vem sendo amplamente indicados na área ortopédica, odontológica e cirurgia plástica reconstrutiva. As suas vantagens estão na constituição de colágeno que apresenta a capacidade de cicatrização de tecidos além de poder sofrer alterações na sua composição por modificações químicas, resultando em matrizes carregadas positivo e negativamente. Tais alterações podem melhorar as propriedades fisiológicas e dielétricas da MECa. O objetivo deste trabalho será avaliar o processo de neoformação óssea durante o reparo de defeitos ósseos enxertado com membranas nativas (naturais) e aniônicas (tratadas por hidrólise alcalina) de colágeno derivadas da serosa do intestino bovino. Para isto, serão utilizados 50 ratos nos quais serão submetidos ao procedimento cirúrgico para a criação de um defeito ósseo crítico na calvária (calota craniana). A falha óssea será preenchida com quatro tipos de membranas de colágeno, sendo nativa (natural), nativa mineralizada, aniônica e aniônica mineralizada. Após 2 e 6 semanas pós-cirúrgico, os animais serão sacrificados e as amostras da área receptora do implante das membranas na calota craniana serão submetidas às análises qualitativas e quantitativas.Palavras chaves: colágeno, osteointegração, matriz extracelular

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PETTIAN, MARIANE SILVA; DE GUZZI PLEPIS, ANA MARIA; AMARO MARTINS, VIRGINIA DA CONCEICAO; DOS SANTOS, GEOVANE RIBEIRO; LOPES PINTO, CLOVIS ANTONIO; GALDEANO, EWERTON ALEXANDRE; ALVES CALEGARI, AMANDA REGINA; DE MORAES, CARLOS ALBERTO; DA CUNHA, MARCELO RODRIGUES. Use of an anionic collagen matrix made from bovine intestinal serosa for in vivo repair of cranial defects. PLoS One, v. 13, n. 7 JUL 12 2018. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.