Busca avançada
Ano de início
Entree

Conversão precoce de tacrolimo para everolimo em receptores de transplante renal

Processo: 12/11910-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2012
Vigência (Término): 30 de setembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Maria Fernanda Cordeiro de Carvalho
Beneficiário:Gustavo Gonçalves Yogolare
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Nefrologia   Função renal   Tacrolimo   Imunossupressão   Transplante de rim   Everolimo

Resumo

Após a década de 80, a despeito dos grandes avanços representados pela diminuição da ocorrência de rejeição e melhora na sobrevida do enxerto após um ano dos transplantes renais, houve pequeno progresso na sobrevida do enxerto após 5 anos. Isso provavelmente se deve, pelo menos em parte, à nefrotoxicidade secundária ao uso dos inibidores de calcineurina (ciclosporina e tacrolimo), que têm sido rotineiramente utilizados na prática dos transplantes nos últimos anos e frequentemente resultam em injúria crônica do enxerto. Sendo assim, novas estratégias terapêuticas alternativas aos inibidores de calcineurina vêm sendo estudadas. Os inibidores da rapamicina em mamíferos (mTor), everolimo e sirulimo, surgiram como uma nova classe de agentes imunossupressores que, por não serem nefrotóxicos, constituem uma alternativa promissora no combate à injúria crônica do enxerto secundária aos inibidores de calcineurina.Os inibidores da mTor não são indicados no pós-transplante imediato devido à maior probabilidade de rejeição. Vários trabalhos demonstraram que a conversão de inibidores de calcineurina para inibidores da mTor é segura, eficaz e proporciona melhora da função renal. Porém, não há consenso na literatura a respeito de quando essa conversão deve ser feita. A conversão precoce minimiza os efeitos nefrotóxicos dos inibidores de calcineurina, mas aumenta a probabilidade de rejeição. A conversão tardia, por sua vez, diminui o risco de rejeição, mas aumenta o tempo de exposição aos inibidores da calcineurina e seus efeitos colaterais secundários à nefrotoxicidade. O presente estudo visa avaliar a conversão precoce (três meses após o transplante) de tacrolimo para everolimo em receptores de transplante renal.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.