Busca avançada
Ano de início
Entree

Democracia consensual e representação no Brasil: a formação do apoio político em uma perspectiva comparada

Processo: 12/16708-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2012
Vigência (Término): 31 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Comportamento Político
Convênio/Acordo: CNPq - Pronex
Pesquisador responsável:José Álvaro Moisés
Beneficiário:Gabriela de Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/50771-8 - Brasil, 25 anos de democracia: balanço crítico: políticas públicas, instituições, sociedade civil e cultura política (1988-2013), AP.TEM
Assunto(s):Instituições políticas   Representação política

Resumo

Como os eleitores percebem as instituições de representação política e qual o papel que o modelo consensual de democracia desempenha na intermediação dessa percepção? Entre os modelos de democracia definidos por A. Lijphart (1984) será possível identificar alguma vantagem no modelo consensual de democracia na produção de apoio às instituições políticas de representação? Há consenso na literatura sobre cultura política no Brasil de que o apoio do público à democracia e às suas instituições constitutivas encontra-se em nível acentuadamente baixo quando comparado ao apoio manifestado pelo público de países de democracias consolidadas e mesmo de outros países da América Latina, indicando o caráter pouco consolidado de valores democrático entre os eleitores brasileiros. A maioria destas comparações, entretanto, ocorre sem considerar as diferenças nos desenhos institucionais dos países que são objeto da comparação. O presente estudo incorpora a dimensão institucional na análise comparada da cultura política e analisa como a percepção das instituições de representação política pode ser construída pelo modelo de democracia consensual. (AU)