Busca avançada
Ano de início
Entree

Biologia evolutiva e conservação de viperídeos

Processo: 12/15273-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 10 de fevereiro de 2013
Vigência (Término): 09 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Marcio Roberto Costa Martins
Beneficiário:Marcio Roberto Costa Martins
Anfitrião: Harvey B. Lillywhite
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Florida, Gainesville (UF), Estados Unidos  
Vinculado ao auxílio:11/50206-9 - Origem e evolução das serpentes e a sua diversificação na região neotropical: uma abordagem multidisciplinar, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Conservação biológica   Evolução animal   História natural   Serpentes   Viperidae

Resumo

As serpentes atuais exibem uma enorme diversidade biológica e o entendimento da sua biologia evolutiva tem aumentado consideravelmente nos últimos anos, em grande parte pela disponibilização de novas filogenias. Além destas, têm sido essenciais para esse avanço o acúmulo de informações sobre a história natural e a distribuição geográfica das serpentes. Tais conhecimentos são essenciais para diversos estudos ecológicos e evolutivos, bem como para avaliar o estado de conservação das diferentes linhagens. Neste projeto é proposto um estudo abrangente sobre os viperídeos, um grupo monofilético com mais de 300 espécies descritas, distribuídas por quase todos os continentes. Para tanto, é proposta (1) a construção de uma base de dados abrangente sobre biologia e distribuição geográfica, (2) a descrição dos padrões de história natural das diferentes linhagens da família, (3) a exploração da biologia evolutiva do grupo por meio de métodos comparativos e (4) a avaliação do estado de conservação de todos os viperídeos, identificando padrões filogenéticos e geográficos de vulnerabilidades e de ameaças. Propõe-se que uma parte significativa de tais iniciativas sejam concretizadas por meio de uma estadia de 10 meses na Universidade da Florida (UF, Gainesville), o que permitiria o trabalho na abrangente coleção herpetológica local, facilitaria o acesso às principais coleções herpetológicas dos Estados Unidos e permitiria interações (colaborativas ou não) com diversos especialistas em viperídeos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Livro aborda a biogeografia e a ecologia das cobras nas ilhas