Busca avançada
Ano de início
Entree

Ocorrência, genotoxicidade e risco ecotoxicológico de corantes no ambiente aquático

Processo: 12/13344-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2012
Vigência (Término): 31 de maio de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Toxicologia
Pesquisador responsável:Gisela de Aragão Umbuzeiro
Beneficiário:Francine Inforçato Vacchi
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/10449-7 - Avaliação da ocorrência, toxicidade/genotoxicidade e processos para degradação de corantes em efluentes e águas superficiais, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):13/22345-0 - Avaliação da genotoxicidade do corante disperse red 1 utilizando linhagens de células de peixe, BE.EP.DR
Assunto(s):Genotoxicidade   Toxicologia ambiental

Resumo

Corantes são utilizados na coloração de diferentes substratos, incluindo papel, couro e plasticos; mas o uso mais importante é têxtil e 10 a 15% destes corantes podem ser descartados no ambiente. Os corantes azo são a classe mais importante, representando mais de 50% de todos os corantes comerciais, e esta classe tem sido a mais estudada ultimamente. Em geral, os corantes azo são tóxicos para organismos aquáticos e alguns tipos de corantes podem ser mais tóxicos que outros. Mas, embora estes compostos, bem como seus produtos de tranformação reduzidos/ clorados, podem ser encontrados em acossistemas aquáticos, não existem até o momento dados de mutagenicidade em organismos aquáticos. Esta observação se refere ao valor, bem como, em relação ao potencial de genotoxicidade destes corantes aos organismos aquáticos. Vários estudos têm demonstrado que a avaliação de dano ao DNA representa um biomarcador de exposição em especies aquáticas muito sensível e que pode ser estudado tanto in vivo e in vitro utilizando por exemplo linhagens de células de peixe. O objetivo deste projeto é trazer algumas informações quanto ao monitoramento do corante Disperse Red 1 em ecossistemas aquáticos no Estado de São Paulo; e quanto à avaliação da genotoxicidade do corante Disperse Red 1 utilizando tanto in vitro (linhagens de células de peixe) e in vivo com exposição de peixes à efluentes com corantes.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
VACCHI, FRANCINE INFORCATO; DE SOUZA VENDEMIATTI, JOSIANE APARECIDA; DA SILVA, BIANCA FERREIRA; BOLDRIN ZANONI, MARIA VALNICE; UMBUZEIRO, GISELA DE ARAGAO. Quantifying the contribution of dyes to the mutagenicity of waters under the influence of textile activities. Science of The Total Environment, v. 601, p. 230-236, DEC 1 2017. Citações Web of Science: 18.
VACCHI, FRANCINE INFORCATO; VON DER OHE, PETER CARSTEN; DE ALBUQUERQUE, ANJAINA FERNANDES; DE SOUZA VENDEMIATTI, JOSIANE APARECIDA; JESUS AZEVEDO, CARINA CRISTINA; HONORIO, JAQUELINE GONCALVES; DA SILVA, BIANCA FERREIRA; BOLDRIN ZANONI, MARIA VALNICE; HENRY, THEODORE B.; NOGUEIRA, ANTONIO J.; UMBUZEIRO, GISELA DE ARAGADO. Occurrence and risk assessment of an azo dye - The case of Disperse Red 1. Chemosphere, v. 156, p. 95-100, AUG 2016. Citações Web of Science: 12.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.