Busca avançada
Ano de início
Entree

Classes e estratificação social na sociologia brasileira: uma análise da produção bibliográfica na década de 1990

Processo: 12/15297-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2012
Vigência (Término): 30 de setembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Fundamentos da Sociologia
Pesquisador responsável:Henrique José Domiciano Amorim
Beneficiário:Luciane Lins dos Santos
Instituição-sede: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/23506-1 - Classe social e valor na teoria social contemporânea, AP.JP
Assunto(s):Movimentos sociais   Classe social   Reestruturação produtiva   Desemprego   Estratificação social

Resumo

Nos anos 1970 e 1980, o processo de reestruturação produtiva promoveu um aumento do desemprego nos países da Europa ocidental e nos Estados Unidos, haja vista a substituição da força de trabalho operária por novas tecnologias produtivas. Conjuntamente a essas transformações na produção, foram implementadas políticas estatais que visavam desregulamentar os direitos trabalhistas, ampliando as formas de dominação e exploração do trabalho. Essa nova configuração social chega ao Brasil no final dos anos 1980 e começo de 1990, afetando o modo de vida do país, bem como a interpretação sociológica daquela conjuntura. Essas resultantes ampliaram o debate acerca do conceito de classes sociais e da estratificação social. Nesse sentido, o projeto de pesquisa aqui apresentado tem por objetivo realizar um mapeamento e um levantamento bibliográfico da produção acadêmica brasileira na década de 1990, verificando de que maneira o debate europeu e norte-americano sobre o "fim das classes sociais" foi difundido pela sociologia brasileira. Por fim, informamos que este projeto de pesquisa está vinculado ao projeto "Classe Social e Valor na Teoria Social Contemporânea", coordenado pelo Prof. Dr. Henrique Amorim e financiado pela FAPESP (Processo n. 2011/23506-1).