Busca avançada
Ano de início
Entree

Contribuição do estresse oxidativo e enzimas NADPH oxidases (NOXes) para as lesões vasculares associadas ao diabetes: estudo em camundongos nocautes

Processo: 11/22035-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 15 de julho de 2012
Vigência (Término): 14 de julho de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Cardiorenal
Pesquisador responsável:Rita de Cassia Aleixo Tostes Passaglia
Beneficiário:Thiago Bruder Do Nascimento
Supervisor no Exterior: Rhian M. Touyz
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Ottawa (uOttawa), Canadá  
Vinculado à bolsa:11/01785-6 - Contribuição do estresse oxidativo e enzimas NADPH oxidases (NOXes) para as lesões vasculares associadas ao diabetes, BP.DR
Assunto(s):Estresse oxidativo   Músculo liso   NADPH oxidase

Resumo

O diabetes mellitus representa uma das mais importantes doenças crônicas não transmissíveis. O estresse oxidativo gerado pela hiperglicemia tem papel importante no aumento do risco das complicações do diabetes, as quais incluem lesões vasculares. Como a enzima NADPH oxidase (NOX) representa elemento central nas disfunções vasculares associadas ao diabetes, a presente proposta pretende determinar o papel de isoformas específicas de NOX (NOX1 e NOX4), bem como das subunidades p47phox e NOXO1, no desenvolvimento das complicações vasculares do diabetes. Nossa hipótese é que isoformas específicas de NOX estão diferencialmente e positivamente reguladas no tecido vascular (NOX1) de animais diabéticos, contribuindo assim para as disfunções associadas a esta patologia. Se nossa hipótese estiver correta estas isoformas de NOX representarão alvos ideais para geração de drogas que visam a redução das complicações do diabetes. Nosso objetivo, portanto, é determinar o papel das ROS geradas pelas NOX1 e NOX4 na vasculopatia associada ao diabetes e avaliar se esta é decorrente da expressão diferencial da subunidade p47phox. Para isso serão utilizados dois enfoques experimentais:1) camundongos db/db (C57BLKS/JLepr), considerado modelo de nefropatia diabética, serão cruzados com camundongos knockout para NOX1 (NOX1-/-), NOX 4 (NOX4-/-) e p47phox-/-, e as alterações vasculares serão caracterizadas. 2) artérias mesentéricas serão isoladas de camundongos diabéticos e controle. Culturas de células vasculares (muscular lisa) destes animais serão utilizadas para determinar as vias moleculares que participam da geração de ROS mediada pelas NOXes 1 e 4, assim como as vias dependentes das NOXes para proliferação e ativação de marcadores inflamatórios.Obs.: Este projeto de Doutorado é parte integrante de um projeto de cooperação bilateral recentemente aprovado pela FAPESP (chamada de Projetos de Pesquisa FAPESPAUF Proc. 2010/522146) e, neste sentido, é desenvolvido em colaboração com o grupo da Dra. Rhian M Touyz da Universidade de Ottawa. Como previsto no plano inicial do projeto FAPESPAUF e no projeto de Doutorado do Thiago, um dos objetivos [caracterizar as alterações vasculares em camundongos db/db (C57BLKS/JLepr) cruzados com camundongos knockout para NOX1 (NOX1/), NOX 4 (NOX4/) e p47phox (p47phox/)] deverá ser desenvolvido na Universidade de Ottawa, uma vez que as colônias de camundongos NOX1/, p47phox/ e NOX4/ encontramse disponíveis no laboratório da Profa Rhian. O estágio permitirá a caracterização fenotípica destes animais (glicemia/insulina, pressão arterial, função renal), estudos de reatividade vascular e em cultura de células primárias de músculo liso vascular (artéria mesentérica) de camundongos transgênicos e controles. (AU)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BRUDER-NASCIMENTO, THIAGO; CALLERA, GLAUCIA E.; MONTEZANO, AUGUSTO C.; DE CHANTEMELE, ERIC J. BELIN; TOSTES, RITA C.; TOUYZ, RHIAN M. Atorvastatin inhibits pro-inflammatory actions of aldosterone in vascular smooth muscle cells by reducing oxidative stress. Life Sciences, v. 221, p. 29-34, MAR 15 2019. Citações Web of Science: 0.
BRUDER-NASCIMENTO, THIAGO; CALLERA, GLAUCIA; MONTEZANO, AUGUSTO CESAR; ANTUNES, TAYZE T.; HE, YING; CAT, AURELIE NGUYEN DINH; FERREIRA, NATHANNE S.; BARRETO, PEDRO A.; OLIVON, VANIA C.; TOSTES, RITA C.; TOUYZ, RHIAN M. Renoprotective Effects of Atorvastatin in Diabetic Mice: Downregulation of RhoA and Upregulation of Akt/GSK3. PLoS One, v. 11, n. 9 SEP 20 2016. Citações Web of Science: 4.
BRUDER-NASCIMENTO, THIAGO; CALLERA, GLAUCIA E.; MONTEZANO, AUGUSTO C.; HE, YING; ANTUNES, TAYZE T.; CAT, AURELIE NGUYEN DINH; TOSTES, RITA C.; TOUYZ, RHIAN M. Vascular injury in diabetic db/db mice is ameliorated by atorvastatin: role of Rac1/2-sensitive Nox-dependent pathways. Clinical Science, v. 128, n. 7, p. 411-423, APR 2015. Citações Web of Science: 21.
BRUDER-NASCIMENTO, T.; CHINNASAMY, P.; RIASCOS-BERNAL, D. F.; CAU, S. B.; CALLERA, G. E.; TOUYZ, R. M.; TOSTES, R. C.; SIBINGA, N. E. S. Angiotensin II induces Fat1 expression/activation and vascular smooth muscle cell migration via Nox1-dependent reactive oxygen species generation. JOURNAL OF MOLECULAR AND CELLULAR CARDIOLOGY, v. 66, p. 18-26, JAN 2014. Citações Web of Science: 35.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.