Busca avançada
Ano de início
Entree

Filogenia molecular das linhagens brasileira e Argentina de Rhipicephalus sanguineus (Latreille, 1806) e de Rhipicephalus turanicus Pomerantsev, 1936 (Acari: Ixodidae) da Espanha

Processo: 11/22059-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2012
Vigência (Término): 31 de outubro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia
Pesquisador responsável:Maria Izabel Souza Camargo
Beneficiário:Gustavo Seron Sanches
Supervisor no Exterior: Atilio Jose Mangold
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Local de pesquisa: Instituto Nacional de Tecnología Agropecuaria (INTA), Argentina  
Vinculado à bolsa:10/00415-8 - Comparação da biologia e da morfologia (externa e do sistema reprodutor de machos) de Rhipicephalus sanguineus (Latreille, 1806) do Brasil e Rhipicephalus turanicus Pomerantsev, 1936 (Acari: Ixodidae) da Espanha, BP.DR
Assunto(s):Filogenia

Resumo

O gênero Rhipicephalus Koch, 1844, compreende aproximadamente 79 espécies de carrapatos reconhecidas, morfologicamente semelhantes, e cuja posição taxonômica para algumas é ainda incerta. Destas, apenas o carrapato do cão, R. sanguineus "sensu strictu", é reconhecida na região Neotropical, mas sabe-se que podem existir diferenças genéticas, morfológicas e biológicas consideráveis entre populações de locais diversos desta região (BARROS-BATTESTI et al., 2006). Buscando compreender melhor o status biossistemático deste grupo, pesquisadores brasileiros, em colaboração com o grupo argentino do INTA - Instituto Nacional de Tecnologia Agropecuária, verificaram diferenças significantes na morfologia e na biologia das populações de R. sanguineus do Brasil e da Argentina (SZABÓ et al., 2005; OLIVEIRA et al., 2005). Ademais, a comparação do rDNA mitocondrial 12S dessas duas populações mostrou estreita relação filogenética do R. sanguineus europeu (França) com o argentino, e do brasileiro com o R. turanicus da África do Sul (SZABÓ et al., 2005). Dando continuidade a estes trabalhos, o projeto em tela tem por objetivo estudar, através de técnicas moleculares, as relações filogenéticas entre R. sanguineus do Brasil, R. sanguineus da Argentina e R. turanicus da Espanha para os genes rDNA mitocondriais 12S, 16S, 18S e ITS2. Os resultados obtidos, analisados conjuntamente com os dados já publicados, poderão facilitar o entendimento do status biossistemático deste gênero. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)