Busca avançada
Ano de início
Entree

Brasileiros na França: seletividade migratória e redes sociais

Processo: 11/22828-5
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 31 de outubro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Pesquisador responsável:Rosana Aparecida Baeninger
Beneficiário:Gisele Maria Ribeiro de Almeida
Supervisor: Hervé Domenach
Instituição Sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa: Université Paul Cézanne Aix-Marseille III, França  
Vinculado à bolsa:09/17796-7 - Seletividade migratória e capital cultural na migração de brasileiros para a França, BP.DR
Assunto(s):Capital social   Migração internacional
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Capital cultural | capital social | migração internacional | redes sociais | relações Brasil-França | seletividade migratória | Sociologia da Migração

Resumo

Como um desdobramento de uma pesquisa em curso sobre imigração brasileira na França em anos recentes, esse projeto busca investigar aspectos relativos à seletividade deste fluxo de brasileiros, considerando o papel e os usos das redes sociais na dinâmica que encoraja e suporta estes deslocamentos. Neste sentido, apresenta-se aqui uma proposta de trabalho a ser empreendida durante uma permanência de 6 meses na França para um estágio que foi planejado para cumprir um duplo papel: a realização de um intercâmbio científico e ao mesmo tempo a execução de atividades previstas pela pesquisa de campo. Do ponto de vista teórico, o projeto parte do reconhecimento da maior diversificação e complexidade que as formas de mobilidade assumem atualmente, bem como dos desafios envolvidos na caracterização dos deslocamentos observados. Esse cenário é uma evidência da necessidade de reformulação de teorias e de conceitos no âmbito dos estudos migratórios, aspectos que têm sido contemplados pela bibliografia francesa. Por outro lado, na perspectiva empírica, a pesquisa de campo envolve a realização de entrevistas com o intuito de refazer as trajetórias migratórias dos imigrantes brasileiros na França e de recuperar as percepções subjetivas deste processo. Pretende-se ainda mapear as redes sociais de casos selecionados e utilizar a observação participante em espaços específicos. A expectativa é compreender com mais rigor o papel das redes sociais na consolidação do projeto de mobilidade e da experiência migratória, inclusive tomando-as como suporte para analisar os mecanismos de seletividade, atuantes nas diferentes modalidades migratórias que compõem o fluxo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)