Busca avançada
Ano de início
Entree

Diversidade de Syllidae (Annelida, Polychaeta) em substratos consolidados nos estados de Pernambuco e Paraíba

Processo: 11/23211-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2012
Vigência (Término): 31 de julho de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:João Miguel de Matos Nogueira
Beneficiário:Karla Paresque
Supervisor no Exterior: Guillermo San Martín Peral
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidad Autónoma de Madrid (UAM), Espanha  
Vinculado à bolsa:09/17606-3 - Diversidade de Syllidae (Annelida, Polychaeta) em substratos consolidados nos estados de Pernambuco e Paraíba, BP.DR
Assunto(s):Polychaeta   Nordeste

Resumo

Syllidae Grube, 1850, é uma das maiores famílias de poliquetas, atualmente composta por aproximadamente 700 espécies e mais de 70 gêneros. Os Syllidae são divididos em 5 subfamílias, Autolytinae, Eusyllinae, Syllinae, Exogoninae and Anoplosyllinae definidas pela morfologia dos palpos, antenas, cirros peristomiais e cirros dorsais, forma e tamanho da faringe e do proventrículo. Apesar de ser uma das mais diversas e abundantes entre as famílias de poliquetas o estado de conhecimento sobre a fauna de silídios da costa brasileira ainda é pobre, quando comparada com áreas que tenham sido melhor estudadas, como a península ibérica. Até o momento, o litoral brasileiro conta com 109 registros, sendo apenas 14 para o litoral nordeste. O objetivo deste estudo é fazer um levantamento taxonômico de espécies de silídios que ocorrem no litoral dos estados da Paraíba e de Pernambuco. Durante o estágio no exterior pretende-se checar as identificações já feitas assim como comparar espécimes brasileiros com animais depositados na coleção do maior especialista de Syllidae do mundo assim como material de museus europeus. Até o presente momento, foram analisados 3.405 espécimes, pertencentes a 58 espécies, das quais 37 precisam ser verificadas. (AU)