Busca avançada
Ano de início
Entree

Imunoreatividade das células glias em encéfalos de ratos recém-nascidos e adultos, após estimulação dolorosa no período neonatal

Processo: 12/02710-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 13 de maio de 2012
Vigência (Término): 12 de agosto de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Anatomia
Pesquisador responsável:Valéria Paula Sassoli Fazan
Beneficiário:Luciana Sayuri Sanada
Supervisor no Exterior: Kathleen Anne Sluka
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Iowa, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:09/07265-4 - Avaliação do desenvolvimento das fibras mielínicas e amielínicas dos nervos sural e tibial pós estímulos nociceptivos na fase neonatal, BP.DR
Assunto(s):Cérebro   Imunofluorescência   Neuroglia

Resumo

O objetivo do presente estudo é avaliar o desenvolvimento sensório-motor de ratos Wistar fêmeas e machos submetidos a procedimentos dolorosos e táteis ao nascimento, em diferentes idades, comparando os aspectos morfológicos e morfométricos do nervo sural. Além disto, o presente estudo pretende verificar as possíveis modificações nas áreas pré-frontal, insula anterior, cíngulo anterior, córtex somatossensorial decorrentes dos procedimentos dolorosos. Para tanto foram utilizados 48 animais, separados em 8 grupos experimentais: I (6 ratas controles com 15 dias de vida); II (6 ratos controles com 15 dias de vida); III (6 ratas controles com 180 dias de vida); IV (6 ratos controles com 180 dias de vida); V (6 ratas com 15 dias de vida, submetidas a procedimentos dolorosos no período neonatal); VI (6 ratos com 15 dias de vida, submetidas a procedimentos dolorosos no período neonatal); VII (6 ratas com 180 dias de vida, submetidas a procedimentos dolorosos no período neonatal); VIII (6 ratos com 180 dias de vida, submetidas a procedimentos dolorosos no período neonatal). Para avaliação da dor foram realizados os testes de pressão da pata e de estimulação tátil. Para avaliação da função motora foi realizado o Teste de Avaliação Funcional do Tibial. Os animais, então, foram pesados, anestesiados, seus nervos surais direito e esquerdo foram dissecados, imersos em solução fixadora de glutaraldeído e permaneceram em agitação orbital contínua por 72 horas. Após a dissecação dos nervos, os animais foram, então, perfundidos com uma solução de tampão salina (PBS 0,1M; pH 7,4), seguida de uma solução fixadora de paraformoldeído a 4%, em seguida, os encéfalos foram dissecados. Após o preparo com técnicas histológicas convencionais, secções transversais dos nervos surais foram obtidas para análise em microscopia de luz. A morfometria foi realizada com o auxílio de um sistema analisador de imagens computacional (em análise). A análise dos nervos surais em microscopia eletrônica de transmissão será realizada no estágio no exterior, no JEM-1230 (JEOL Ltda.), no "Central Microscopy Facility", na Universidade de Iowa. Além disto, a dupla marcação e a análise da imunofluorescencia em células gliais de encéfalo serão realizadas no estágio no exterior, no "Neurobiology of Pain Laboratory", na Universidade de Iowa. A análise estatística dos dados será realizada através de testes estatísticos específicos. Considerar-se-á diferenças significativas quando p<0,05. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SANADA, LUCIANA SAYURI; SATO, KARINA LAURENTI; MACHADO, NATHALIA LEILANE BERTO; DO CARMO, ELISABETE DE CASSIA; SLUKA, KATHLEEN A.; SASSOLI FAZAN, VALERIA PAULA. Cortex glial cells activation, associated with lowered mechanical thresholds and motor dysfunction, persists into adulthood after neonatal pain. INTERNATIONAL JOURNAL OF DEVELOPMENTAL NEUROSCIENCE, v. 35, p. 55-63, JUN 2014. Citações Web of Science: 6.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.