Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação da estabilidade oxidativa da cerveja conferida por proteínas contendo grupos tióis livres

Processo: 12/03916-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 04 de junho de 2012
Vigência (Término): 03 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:Daniel Rodrigues Cardoso
Beneficiário:Natália Ellen Castilho de Almeida
Supervisor no Exterior: Mogens Larsen Andersen
Instituição-sede: Instituto de Química de São Carlos (IQSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Copenhagen, Dinamarca  
Vinculado à bolsa:11/09273-4 - Reatividade de terpenos e flavonóides prenilados frente a radicais formados durante o envelhecimento da cerveja, BP.DR
Assunto(s):Cerveja

Resumo

A cerveja é considerada a bebida alcoólica mais consumida mundialmente. A cerveja é conhecida por sofrer alterações químicas durante o armazenamento, levando a perda da sua qualidade sensorial e, consequentemente, a rejeição pelo consumidor. Estas mudanças estão relacionadas com reações oxidativas iniciadas principalmente pela presença de espécies radicalóides, em especial o radical 1-hidroxietila. Por outro lado, diversos estudos tem apontado o sulfito como sendo o antioxidante natural mais eficiente presente na bebida, reagindo prontamente com espécies reativas de oxigênio. Tem sido observado que proteínas contendo grupos tióis também atuam no balanço redox da cerveja. No entanto, apesar de muitos estudos terem sido conduzidos com tais proteínas, muitos destes são relacionados com as propriedades da espuma e pouco se sabe sobre a eficiência e o mecanismo antioxidante verificado por traz do efeito protetor destes compostos na cerveja. Logo, com a finalidade de melhor conhecer a química antioxidante por traz do balanço redox promovido pelo sulfito e proteínas contendo grupos tióis na cerveja, o presente projeto de pesquisa se propõe investigar a reatividade de compostos contendo grupos tióis livres, em especial proteínas da cerveja, frente ao radical 1-hidroxietila empregando-se armadilhas químicas ("spin-trap") através da técnica de Ressonância Paramagnética de Elétrons ou espectrometria de massas. Ainda, um protocolo analítico para quantificar os tióis compostos será desenvolvido pela técnica de cromatografia líquida hifenada a espectrometria de massas e as mudanças na concentração destes compostos durante o envelhecimento acelerado serão monitoradas utilizando um sistema modelo e amostras reais de cerveja, sendo posteriormente correlacionadas com a evolução do radical. Os resultados coletados contribuirão para um melhor conhecimento sobre o balanço redox promovido por tióis compostos e sulfito na cerveja permitindo possíveis manipulações em sua produção. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE ALMEIDA, NATALIA E. C.; LUND, MARIANNE N.; ANDERSEN, MOGENS L.; CARDOSO, DANIEL R. Beer Thiol-Containing Compounds and Redox Stability: Kinetic Study of 1-Hydroxyethyl Radical Scavenging Ability. Journal of Agricultural and Food Chemistry, v. 61, n. 39, p. 9444-9452, OCT 2 2013. Citações Web of Science: 16.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.