Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência neotectônica na pedogênese da planície aluvial da bacia do Rio Pardo (MG e SP): parâmetros geomorfométricos associados à análise de pedofácies

Processo: 12/04094-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 03 de setembro de 2012
Vigência (Término): 02 de março de 2013
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Pesquisador responsável:Francisco Sergio Bernardes Ladeira
Beneficiário:Andre Luiz de Souza Celarino
Supervisor no Exterior: Edgardo M. Latrubesse
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Texas at Austin (UT), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:11/00261-3 - O Quaternário na Bacia do Rio Pardo (mg e SP): evidências paleoambientais preservadas em solos de várzeas e terraços, BP.DR
Assunto(s):Geomorfologia

Resumo

Este projeto visa amparar o candidato em sua tese de doutorado ampliando a análise para a dimensão da Geomorfologia Fluvial, campo este pode fornecer importantes informações acerca dos processos geomorfológicos e geológicos na planície fluvial da Bacia Hidrográfica do rio Pardo, no período Quaternário. Para tanto, planeja-se o estágio do candidato na University of Texas (EUA), na cidade de Austin, TX, no Department of Geography and the Environment, junto ao docente prof. Dr. Edgardo Manoel Latrubesse. Neste estágio, o candidato trabalhará com alguns conceitos sob a supervisão do referido orientador, tais como: análise do perfil longitudinal do rio Pardo e seus afluentes, aplicação do modelo de SE (Stream gradient Index), densidade de drenagem. Estes parâmetros morfométricos serão associados à análise de pedofácies, com o objetivo principal de verificar se as possíveis anomalias de drenagem produziram fácies identificáveis em solos e sedimentos da planície fluvial, que indiquem mudanças ambientais quaternárias não ligadas à variável clima, mas sim a fatores estruturais ou controle tectônico, utilizando para isso as referidas metodologias oriundas da Geomorfologia Fluvial. Planeja-se um estágio de seis meses a partir de Setembro de 2012 à Março de 2013. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.