Busca avançada
Ano de início
Entree

Gregório de Nissa e sua visão condenatória aos Eunomeanos (360-394 D.C.)

Processo: 12/05665-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História Antiga e Medieval
Pesquisador responsável:Margarida Maria de Carvalho
Beneficiário:Helena Amália Papa
Supervisor no Exterior: Marie-Odile Boulnois
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Humanas e Sociais (FCHS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Franca. Franca , SP, Brasil
Local de pesquisa : École Pratique des Hautes Études (EPHE), França  
Vinculado à bolsa:10/09747-3 - Gregório de Nissa e sua visão condenatória aos Eunomeanos (séc. 360-394 D.C.), BP.DR
Assunto(s):Ortodoxia   Cristianismo

Resumo

O objetivo do estágio proposto na École Pratique des Hautes Études, (Section des Sciences Religieuses), Paris-França, sob a supervisão da Profª. Drª. Directrice d'Études Marie-Odile Boulnois, é buscar subsídios para auxiliar nossa investigação acerca da Paideia do Bispo Gregório de Nissa, principalmente sobre suas ideias, concepções político-religiosas e doutrina - uma das especialidades da supervisora supracitada. Acreditamos que uma análise mais profunda acerca desses dados nos auxiliarão na interpretação de nosso documento e na compreensão do papel de Gregório de Nissa nesse debate discursivo. Em continuidade à temática analisada na Iniciação Científica e Mestrado (ambos apoio FAPESP) é que pretendemos investigar a contenda entre dois grupos cristãos do século IV d.C.: os arianos eunomeanos (discípulos do Bispo Eunômio de Cízico) e os nicenos, a partir do discurso Contra Eunômio (380-383 d.C.) do Bispo niceno Gregório de Nissa (335-394 d.C.). Esse testemunho revelou-se uma continuação do embate discursivo estudado na fase de Mestrado ocorrido entre seu irmão e também niceno, o Bispo Basílio de Cesareia e o mesmo Bispo ariano, Eunômio de Cízico. Intrigou-nos desde o início o espaço temporal que tal sequência discursiva alcançou: quase toda a segunda metade do século IV d.C. Nossos objetivos e hipóteses de trabalho para essa pesquisa configuraram-se a partir disso: com o fito de analisar dois, dentre os vários cristianismos existentes no período, pretendemos estudar quem foi Gregório de Nissa e qual sua participação na querela ariana eunoméia. Também objetivamos entender as razões pelas quais as historiografia e literatura eclesiástica menosprezarem esse Padre da Igreja, apesar de sua participação ativa na disputa por uma ortodoxia. (AU)