Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da proantocianidina e de diferentes temperaturas de volatilização de solventes de sistemas adesivos sobre a estabilidade da camada híbrida

Processo: 12/08944-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 20 de janeiro de 2013
Vigência (Término): 19 de janeiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Giselle Maria Marchi Baron
Beneficiário:Larissa Sgarbosa de Araújo Matuda
Supervisor no Exterior: Ana Karina Bedran-Russo
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Illinois at Chicago (UIC), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:11/07984-0 - "efeito de diferentes temperaturas de volatilização de solventes de sistemas adesivos sobre o seu grau de conversão e de diferentes técnicas de união úmida sobre a estabilidade da interface adesiva", BP.DR
Assunto(s):Módulo de elasticidade

Resumo

O objetivo deste estudo será avaliar a influência da aplicação de proantocianidina (PA) e de diferentes temperaturas para volatilização de solventes de sistemas adesivos sobre o módulo de elasticidade (ME) da camada híbrida. As superfícies oclusais dos terceiros molares humanos serão expostas e desgastadas com lixas abrasivas 320 para obter uma superfície de dentina plana. Os dentes a serem utilizados neste estudo terão suas raízes e o esmalte coronário removidos em cortadeira metalográfica de precisão. Aproximadamente 5 fatias de terceiros molares hígidos serão obtidos a partir do corte no sentido mésio- distal dos mesmos. As fatias serão divididas em 12 grupos (n=12 fatias) de acordo com o tratamento da superfície de dentina após desmineralização (aplicação de PA e controle- sem aplicação), adesivos contendo diferentes solventes [One-Step (OS), Excite (EX) e Single Bond 2 (SB)] e temperatura de volatilização dos adesivos (±23ºC; ±40º C). A dentina exposta será desmineralizada com ácido fosfórico a 10% por 5 horas e, após, enxaguada com água. Nos grupos onde PA for aplicado, a mesma ficará em contato com a dentina por 1 min e enxaguada com água destilada. Os sistemas adesivos (OS, EX, SB) serão aplicados de acordo com as recomendações do fabricante e com o grupo em questão. Após a fotoativação da resina com o aparelho Demetron 501, as fatias serão armazenadas em saliva artificial ou em água destilada dependendo do grupo em questão. Para o ensaio mecânico (0,5 mm/min), as fatias serão acopladas a Máquina de Ensaio mecânico (Vitrodyne modelo V-1000, Chatillon, Greensboro, NC) sendo feitas avaliações de ME imediato, após 1, 2, 3, 4 semanas e após 6 meses na mesma fatia. Os dados obtidos serão submetidos à análise estatística adequada. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE ARAUJO MATUDA, LARISSA SGARBOSA; MARCHI, GISELLE MARIA; AGUIAR, THAIANE RODRIGUES; LEME, ARIENE ARCAS; AMBROSANO, GLAUCIA M. B.; BEDRAN-RUSSO, ANA KARINA. Dental adhesives and strategies for displacement of water/solvents from collagen fibrils. Dental Materials, v. 32, n. 6, p. 723-731, JUN 2016. Citações Web of Science: 6.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.