Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo dos mecanismos de modulação sináptica e interação neurônio-glia de receptores purinérgicos e glutamatérgicos em neurônios autônomos do núcleo paraventricular do hipotálamo

Processo: 12/12444-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 20 de novembro de 2012
Vigência (Término): 19 de novembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Vagner Roberto Antunes
Beneficiário:Hildebrando Candido Ferreira Neto
Supervisor no Exterior: Javier Stern
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Georgia Regents University, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:10/05037-1 - Papel dos receptores purinérgicos do núcleo paraventricular do hipotálamo na hipertensão neurogênica, BP.DR
Assunto(s):Glutamatos   Trifosfato de adenosina

Resumo

O núcleo paraventricular do hipotálamo (PVN) é considerado um importante centro integrador para a regulação autônoma, respiratória e neuroendócrina. Sabe-se que neurônios do PVN que se projetam para o RVLM expressam receptores purinérgicos do tipo P2 e, desta forma, a sinalização purinérgica nestes neurônios pode contribuir para a modulação da atividade simpática.Além disso, diversas evidências indicam a existência de uma forte interação entre a transmissão purinérgica e glutamatérgica em núcleos hipotalâmicos, sendo que tanto o ATP bem como o glutamato podem ser liberados por neurônios ou astrócitos para modular a função sináptica. Nosso resultados até o presente momento indicam que a microinjeção de ATP no PVN aumenta a atividade simpática de maneira dose-dependente, sendo que tal efeito é atenuado pelo prévio antagonismo dos receptores P2 com PPADS ou dos receptores glutamatérgicos com ácido quinurênico ou mesmo da combinação de ambos. Além disso, observamos que tal participação glutamatérgica é mediada por receptores glutamatérgicos não-NMDA, o que vai ao encontro de dados já relatados. No entanto, as metodologias disponíveis no laboratório não nos permite verificar, em nível celular, de que forma o ATP medeia tais efeitos, seja por ação pré ou pós sináptica ou mesmo agindo em astrócitos. Sendo assim, nosso objetivo é avaliar por meio da técnica de patch-clamp combinado com análise de imagens os efeitos da sinalização purinérgica, bem como a potencial interação com o glutamato, em neurônios parvocelulares pré-simpáticos do PVN. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FERREIRA-NETO, HILDEBRANDO CANDIDO; ANTUNES, VAGNER R.; STERN, JAVIER E. ATP stimulates rat hypothalamic sympathetic neurons by enhancing AMPA receptor-mediated currents. Journal of Neurophysiology, v. 114, n. 1, p. 159-169, JUL 1 2015. Citações Web of Science: 6.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.