Busca avançada
Ano de início
Entree

Identidade chilena e alteridade mapuche no pensamento de Tomás Guevara

Processo: 12/50498-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2012
Vigência (Término): 30 de abril de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História da América
Pesquisador responsável:Darío Horacio Gutiérrez Gallardo
Beneficiário:Mariana Moreno Castilho
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):13/20257-6 - Identidade nacional e a alteridade do Mapuche no pensamento de Tomás Guevara, BE.EP.PD
Assunto(s):Mapuche   Identidade nacional   Alteridade

Resumo

Este projeto busca entender como se constituiu a imagem e a alteridade do Mapuche nas obras de Tomás Guevara (1863-1935). Membro de uma elite cultural chilena no contexto do começo do século XX, foi reitor do Liceu de Temuco e um dos precursores a desenvolver estudos etnográficos Mapuche, tornando-se uma referência em estudos posteriores. A partir dessas obras, Guevara pôs em evidência uma história que recorrentemente foi silenciada pela historiografia do século XIX e que no final do século XX começa recém a ser reavaliada. O olhar de Guevara para si mesmo como para o Mapuche imbrica-se diante do imaginário social do contexto do final do século XIX e início do XX. Neste período, correntes como o evolucionismo e o positivismo, juntamente com os conceitos de raça, cultura, educação, civilização e nação, foram se articulando e rearticulando na ordem discursiva de uma elite cultural chilena desejosa de reformular a identidade nacional e o ideal de chilenidad. Com este estudo das obras de Tomás Guevara pretendemos visualizar como a imagem do Mapuche foi sendo moldada na escrita desse intelectual a partir dessa fronteira da alteridade, em que o indígena representava o interdito dentro dessa busca de um ideal de corpo nacional homogêneo que visava construir a nação. (AU)