Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise do processo de acoplamento estímulo/secreção de insulina em ilhotas pancreáticas isoladas de camundongos cultivadas em meio deficiente em aminoacidos:participacao das vias sensoras de..

Processo: 12/50558-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2012
Vigência (Término): 30 de abril de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Everardo Magalhães Carneiro
Beneficiário:Thiago Martins Batista
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/25370-8 - Caracterização de hepatócitos derivados de células tronco pluripotentes induzidas (iPSC) humanas de indivíduos resistentes a insulina, BE.EP.PD
Assunto(s):Proteínas quinases ativadas por AMP   Secreção de insulina   Resistência à insulina   Desnutrição

Resumo

A desnutrição é um problema de saúde pública freqüentemente associado à mortalidade infantil nos países em desenvolvimento. Estudos correlacionam o baixo peso ao nascer com o desenvolvimento de doenças crônicas não-comunicáveis (DCNCs) na vida adulta como hipertensão arterial, câncer e o diabetes mellitus tipo 2. Modelos animais de retardo do crescimento permitem maior compreensão das adaptações que ocorrem durante a desnutrição e sua relação com as DCNCs. Nesse contexto, nosso grupo de pesquisa vem caracterizando a função pancreática de animais submetidos à restrição protéica. Esses animais apresentam menor secreção de insulina e maior tolerância a glicose e sensibilidade a insulina. Dentre os mecanismos associados a esses efeitos da restrição protéica verificamos que a expressão da proteína quinase dependente de AMP (AMPK) e do alvo da rapamicina em mamíferos (mTOR) se encontram alteradas na ilhotas pancreáticas e fígado de roedores desnutridos.Embora o modelo animal de restrição protéica tenha permitido até o momento a caracterização funcional do pâncreas endócrino durante diferentes estágios da vida, algumas características intrínsecas ao modelo dificultam o estabelecimento de uma relação direta entre a redução do teor de proteínas e a secreção de insulina. Dentre esses fatores, podemos citar o excesso de carboidratos na dieta, a influência dos tecidos periféricos e, por fim, mudanças na absorção intestinal de nutrientes frente a restrição dietética de proteínas. Diante disso, propomos o estabelecimento de um novo modelo de restrição nutricional baseado na depleção in vitro de aminoácidos. Para tanto, cultivaremos ilhotas de camundongos e linhagem de células hepáticas em meio cultura contendo teor reduzido de aminoácidos e avaliaremos posteriormente a secreção de insulina, bem como sua ação. Pretendemos, ainda, estabelecer o papel das vias sensoras de nutrientes, em especial a AMPK, sobre o controle desses processos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GUERRA, BEATRIZ A.; BRANDAO, BRUNA B.; PINTO, SILAS S.; SALGUEIRO, WILLIAN G.; DE-SOUZA, EVANDRO A.; REIS, FELIPE C. G.; BATISTA, THIAGO M.; CAVALCANTE-SILVA, VANESSA; D'ALMEIDA, VANIA; CASTILHO, BEATRIZ A.; CARNEIRO, EVERARDO M.; ANTEBI, ADAM; FESTUCCIA, WILLIAM T.; MORI, MARCELO A. Dietary sulfur amino acid restriction upregulates DICER to confer beneficial effects. MOLECULAR METABOLISM, v. 29, p. 124-135, NOV 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.