Busca avançada
Ano de início
Entree

Bases Moleculares das ações não genômicas do T3 em miócitos e células beta pancreáticas - Perfil de expressão de microRNAs, in vivo, em ratos tratados com T3

Processo: 12/13402-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2012
Vigência (Término): 30 de setembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Maria Tereza Nunes
Beneficiário:Ioannis Papageorgiou
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Células secretoras de insulina

Resumo

Os hormônios tiroidianos (HTs) são essenciais para a diferenciação, crescimento e metabolismo celular. Eles geram respostas rápidas, por mecanismos não genômicos, as quais não são afetadas por inibidores de transcrição e tradução. Pouco se conhece sobre as vias envolvidas nesses efeitos. Considerando que elas participam de processos fisiológicos vitais, como captação de glicose, e que alterações no seu funcionamento podem levar a patologias, como o câncer gástrico, é essencial que elas sejam conhecidas. Tampouco se conhecem as vias de sinalização empregadas pelo T3 e seus alvos em miócitos, os quais são importantes sítios de sua ação. Assim, pretendemos identificar os componentes envolvidos nas ações não genômicas do T3 nessas células. Ainda, demonstramos que o T3 aumenta a síntese de insulina e ativa fatores de tradução específicos nas células ² pancreáticas. Essas ações do T3 são ainda pouco conhecidas, de modo que, pretendemos explorá-las e ampliar esses estudos aos miócitos. Os HTs também regulam a expressão de pequenos mRNAs não codificantes (miRNAs), os quais controlam a expressão gênica a nível pos-transcricional. Nesse sentido, demonstramos que o tratamento de cardiomiócitos de rato, in vitro com T3 induz a expressão do miR350. Considerando a surpreendente falta de dados acerca do papel do T3 na expressão de miRNAs, in vivo, em humanos e outras espécies, pretendemos identificar, usando o perfil de expressão de miRNAs, aqueles regulados pelo T3 em vários tecidos e determinar os genes-alvo desses miRNAs diferencialmente expressos, in vivo, em ratos.