Busca avançada
Ano de início
Entree

Nanopartículas magnéticas baseadas em ferritas: síntese, caracterização e estabilização para desenvolvimento de tintas magnéticas para aplicação em impressão inkjet

Processo: 12/16452-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2012
Vigência (Término): 31 de julho de 2013
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Laudemir Carlos Varanda
Beneficiário:Rebecca Faggion Albers
Instituição-sede: Instituto de Química de São Carlos (IQSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Nanopartículas metálicas   Nanopartículas magnéticas   Impressão

Resumo

Materiais em escala nanométrica apresentam propriedades bastante interessantes, as quais diferem tanto de materiais macrométricos quanto das espécies atômicas e moleculares das quais são derivadas. Essas propriedades diferenciadas, além de estimular grande interesse de pesquisadores de diferentes áreas científicas, possibilitam o desenvolvimento de novas tecnologias para aplicação desses nanomateriais. Dentre tais tecnologias, a impressão inkjet utilizando tintas magnéticas surge como uma promissora arma no combate à falsificações de documentos, cheques e cédulas monetárias. Entretanto, um baixo número de trabalhos da literatura reporta estudos para o desenvolvimento de tintas magnéticas com propriedades magnéticas ajustáveis, o que abre um amplo espaço para pesquisas de desenvolvimento desse tipo de tecnologia. Dentro deste contexto, o projeto propõe o desenvolvimento de rotas sintéticas baseadas no processo poliol modificado a fim de obter nanopartículas monodispersas deCoFe2O4, BaFe2O4 e MnFe2O4, com alto controle de tamanho, morfologia e composição. O controle destas características permitirá o ajuste de suas propriedades magnéticas, tais como magnetização de saturação e super paramagnetismo. Ainda, a partir da substituição gradual dos ligantes hidrofóbicos ácido oleico e oleilamina (presentes sobre a superfície das nanopartículas logo após a síntese das mesmas) por moléculas hidrofílicas de ácido dimercaptosuccinico(DMSA), pretende-se estudar o balanço hidrofílico/hidrofóbico de sua superfície de tal forma a obter a melhor condição de estabilidade coloidal das nanopartículas em tintas inkjet comerciais. (AU)