Busca avançada
Ano de início
Entree

O desenvolvimento da forma ética, dois tempos: Vilanova Artigas e Rem Koolhaas

Processo: 12/50490-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2012
Vigência (Término): 30 de novembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Fundamentos de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Monica Junqueira de Camargo
Beneficiário:Patrícia Pereira Martins
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Arquitetura contemporânea   Teoria da arquitetura

Resumo

O presente projeto para Pós-Doutorado pretende desenvolver os resultados alcançados na pesquisa do doutorado da proponente (processo 07/56344-9, concluída em 2011) referente às relações entre forma e função presentes em metodologias de projeto contemporâneas. Dentre as questões abertas pela pesquisa de doutorado, foi possível identificar uma afinidade entre as metodologias de projeto de João Batista Vilanova Artigas - arquiteto brasileiro expoente da arquitetura paulista e Rem Koolhaas - arquiteto holandês contemporâneo. Os dois arquitetos, cada um em seu contexto e época específica, propõem uma forma ética concebida dentro dos respectivos sistemas político/econômico/social, sutilmente subversiva na vontade de integração entre usuário, arquitetura e o contexto urbano. Para tal, observa-se o uso do projeto como uma plataforma aberta a costurar programas complexos com o contexto urbano imediato por meio de relações espaciais, topográficas e volumétricas. A preocupação com uma postura arquitetônica ética foi marcante na arquitetura de Artigas dos anos 1960 e 1970 e é retomada hoje por vários autores, arquitetos e filósofos, como possibilidade de resgate da importância do arquiteto e da própria arquitetura na construção da cidade contemporânea, dominada pelos processos de especulação imobiliária do supercapitalismo. A perscrutação da herança da arquitetura moderna paulista pelo legado de Vilanova Artigas versus a produção arquitetônica contemporânea influenciada pela teoria e prática de Rem Koolhaas abre caminho para a compreensão das idéias contemporâneas e de suas relações com o movimento moderno. (AU)