Busca avançada
Ano de início
Entree

Controle de diarreias associadas a Linhagens de Escherichia coli enterotoxigênica (ETEC): formulações baseadas na fímbria CFA/I, adesina CfaE, toxina termolábil (LT) e validação de um novo modelo experimental para avaliação do efeito protetor

Processo: 12/18249-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de outubro de 2012
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Luis Carlos de Souza Ferreira
Beneficiário:Loren Cristina da Silva
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/52167-8 - Controle de diarréias associadas a linhagens de Escherichia coli enterotoxigênica (ETEC): formulações baseadas na fímbria CFA/I, adesina CfaE toxina termo-lábil (LT) e validação de um novo modelo experimental, AP.R
Assunto(s):Escherichia coli enterotoxigênica   Diarreia

Resumo

O principal objetivo do presente projeto é o desenvolvimento de vacinas de subunidades administradas por via de mucosas voltadas para o controle de infecções associadas a linhagens de ETEC, um dos principais agentes etiológicos da diarreia infantil e da diarreia dos viajantes. As formulações a serem testadas empregam a fimbria CFA/I purificada e a sua subunidade adesiva, a proteína CfaE. As vacinas a serem testadas serão acrescidas de um adjuvante de mucosa, um derivado atóxico da toxina termo-lábil (LT) também produzida por linhagens de ETEC. As formulações vacinas serão administradas em camundongos da linhagem DBA/2 pelas vias oral e nasal e a presença de anticorpos específicos será medida em amostras de soro e secreções (extratos fecais e leite). A eficácia protetora dos anticorpos gerados será determinada in vitro pela capacidade de neutralização das propriedades adesivas de linhagens de ETEC que expressem a fímbria CFA/I. O trabalho prevê ainda a utilização de um modelo animal, baseado em camundongos neonatos da linhagem DBA2, como correlato de proteção conferido pela vacina frente a linhagens de ETEC derivadas de hospedeiros humanos. Os resultados a serem obtidos devem contribuir para a definição de novas formulações vacinais acelulares contra diarreia associada a infecções com ETEC para uso clínico e/ou veterinário. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.