Busca avançada
Ano de início
Entree

Ativação de mastócitos através de receptores de lectina tipo c para o reconhecimento de fungo

Processo: 12/17797-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 10 de novembro de 2012
Vigência (Término): 09 de março de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Constance Oliver
Beneficiário:Valéria Cintra Barbosa Lorenzi
Supervisor no Exterior: Carolina Lunderius Andersson
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : Karolinska Institutet, Suécia  
Vinculado à bolsa:09/52767-8 - Identificação e caracterização do(s) ligante(s) de Artin M monomérica em mastócitos, BP.DR
Assunto(s):Mastócitos

Resumo

Os mastócitos são células de origem hematopoiética que se localizam preferencialmente na interface ambiente-hospedeiro e apresentam papel importante em diversos processos fisiológicos e patológicos como, alergia, inflamação e resposta imune contra patógenos. Os mastócitos estão entre as primeiras células do sistema imune a interagir com antígenos, toxinas e patógenos. Esta interação se dá principalmente pelos Receptores de Reconhecimento Padrão (PRRs). O receptores do tipo lectina C (CLRs) fazem parte dos PRRs, os quais apresentam papel fundamental na defesa contra fungos, o que pode ser explicado pelo fato de que alguns receptores CLRs como, Dectina-1 e Dectina-2 reconhecem respectivamente, beta-glicanas and manose presentes na parede celular de fungos. A levedura comensal de pele Malassezia é conhecida por ser um dos agentes indutores para o desenvolvimento de Eczema Atópica (AE). Os mastócitos tem sido considerados com contribuidores para o estabelecimento de AE, visto que o número e o grau de ativação de mastócitos na pele lesionada de pacientes com AE são maiores do que na pele de pacientes saudáveis. Baseado na importância dos mastócitos na resposta imune contra patógenos, especialmente contra fungos, o objetivo central deste estudo é investigar o perfil de resposta dos mastócitos desencadeado pelo reconhecimento de Malassezia sympodialis pelos receptors CLRs. Para isso, mastócitos de camundongos derivados da medula óssea (BMMCs) e mastócitos peritoneais (PMCs) serão utilizados. Para estudar a ativação celular via CLRs, serão utilizados diferentes ligantes destes receptores (zymozan, zymozan depletado, curdlan, extrato ou nanovesículas de M. sympodialis). Para avaliar a ativação celular, serão realizados ensaios de liberação dos mediadores. As vias intracelulares de ativação serão investigadas por Western blot, e a expressão dos receptores CLRs será quantificada por Real Time-PCR e Citometria de Fluxo. Para compreender totalmente a função dos mastócitos nestas condições, um melhor conhecimento sobre a forma como estas células são ativadas deve ser alcançado. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BARBOSA-LORENZI, VALERIA C.; PEYDA, SIMON; SCHEYNIUS, ANNIKA; NILSSON, GUNNAR; LUNDERIUS-ANDERSSON, CAROLINA. Curdlan induces selective mast cell degranulation without concomitant release of LTC4, IL-6 or CCL2. Immunobiology, v. 222, n. 4, p. 647-650, APR 2017. Citações Web of Science: 6.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.