Busca avançada
Ano de início
Entree

Os Macondes na construção da identidade nacional moçambicana: interações históricas entre arte, cultura e resistência

Processo: 12/07507-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2013
Vigência (Término): 31 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História
Pesquisador responsável:Maria Cristina Cortez Wissenbach
Beneficiário:Lia Dias Laranjeira
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/10262-5 - A história dos maconde de Moçambique em interface com a arte, cultura e política: uma pesquisa aos documentos portugueses do período colonial e às coleções de arte, BE.EP.DR
Assunto(s):Identidade nacional   História da África   Moçambique

Resumo

O presente projeto de doutorado, inserido no Programa de Pós-Graduação em História Social (USP), tem como foco a história do grupo étnico dos macondes de Moçambique (África Austral) e sua trajetória entre os séculos XX e XXI. Nesta pesquisa, ressalta-se a perspectiva da resistência e do combate ao colonialismo desse grupo, bem como sua participação no processo de independência do país. O projeto tem como preocupação entender a ressonância dos movimentos históricos na constituição de uma identidade maconde e a maneira pela qual ela se expressa em manifestações artísticas e culturais, e se extrapola para a constituição de uma identidade nacional. Pretende-se elaborar uma narrativa histórica dos macondes de Moçambique que contemple a análise das construções de identidade do referido grupo sob o ponto de vista étnico e nacional, assim como o complexo jogo de relações entre as mesmas a partir de documentos e publicações do período colonial: em especial aqueles produzidos pelos administradores coloniais, funcionários da administração colonial, membros da FRELIMO, etnólogos e antropólogos; informantes-chaves: Reinata Sadimba, Matias Ntundo (ambos artistas e integrantes da FRELIMO na luta pela libertação de Moçambique), ex-combatentes da FRELIMO envolvidos com a organização e execução da dança mapiko em Maputo, organizadores do Festival Nacional de Cultura Moçambicana ligados ao Ministério da Cultura; e, finalmente, as próprias manifestações e produções artísticas.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
LARANJEIRA, Lia Dias. Mashinamu na Uhuru: conexões entre a produção de arte makonde e a história política de Moçambique (1950 - 1974). 2016. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.