Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise de atividades lúdicas com jogos na aprendizagem de parasitoses intestinais

Processo: 12/13204-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 31 de maio de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem de Saúde Pública
Pesquisador responsável:Beatriz Rossetti Ferreira
Beneficiário:Gabriela Rodrigues Bragagnollo
Instituição Sede: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Educação em saúde   Doenças parasitárias   Jogos e brinquedos   Prevenção de doenças
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Doenças Parasitárias | educação em saúde | escola | instituição acadêmica | Jogos e Brinquedos | Material de Ensino | 4.04.06.00-8

Resumo

As parasitoses intestinais são frequentes em crianças e estão associadas aos hábitos de higiene precários, contato com outras crianças e habitações coletivas desprovidas de saneamento básico. Para promover ações de profilaxia que visem a qualidade de vida dos indivíduos, é necessário construir conhecimentos por meio de atividades de educação em saúde. A escola é um espaço privilegiado para tais atividades, pois congrega, por um período significativo, crianças e adolescentes em uma etapa crítica de crescimento e desenvolvimento, sendo um lugar estratégico para a promoção em saúde. O educador como facilitador das descobertas e reflexões dos sujeitos sobre a realidade, muitas vezes necessita pensar em diferentes métodos para que o aluno fique realmente interessado e curioso para aprender. Neste contexto, cabe o uso de metodologias alternativas, como atividades lúdicas com jogos, que devem ser adequadas às capacidades cognitivas e ter seus conteúdos relacionados ao dia a dia da população alvo. Pretende-se com o atual projeto, elaborar, implantar e avaliar o uso de atividades lúdicas com o uso de um conjunto de jogos na aprendizagem em parasitoses intestinais (parasitas transmitidos via oral-fecal) com alunos do 5º e 6º ano de uma escola pública de ensino fundamental de uma cidade do interior do estado de São Paulo. Para isso, o estudo será dividido em três momentos: (1) Aplicação de questionários (pré-teste) aos alunos para observar seus conhecimentos sobre parasitoses intestinais; (2) implantação de atividades lúdicas com jogos e; (3) avaliação (pós-teste) se o uso destas contribuiu para a aprendizagem do aluno a respeito do conhecimento de parasitoses intestinais. Esse trabalho irá contribuir por apresentar um novo material didático e propor estratégias para ações de extensão em programas de educação em saúde. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)