Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise imunocitoquímica do hif-1± e VEGF em linhagens de Câncer de mama em resposta ao tratamento com genisteína

Processo: 12/15597-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2012
Vigência (Término): 30 de setembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária
Pesquisador responsável:Debora Aparecida Pires de Campos Zuccari
Beneficiário:Cinthia Takassi Moritsugu
Instituição Sede: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Oncologia   Neoplasias mamárias   Genisteína   Angiogênese   Linhagem celular tumoral   Fatores de crescimento do endotélio vascular   Imuno-histoquímica
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:angiogenese | genisteína | imunohistoquimica | Oncologia

Resumo

As neoplasias mamárias são os tumores mais comuns nas mulheres sendo que a principal causa de morte se deve ao diagnóstico tardio, refletido no crescimento tumoral e ao desenvolvimento de metástase. O crescimento do tumor requer a formação de novos vasos sanguíneos, sendo estimulado pelo fator de crescimento vascular endotelial (VEGF) expresso sob o controle do fator de transcrição induzível por hipóxia (HIF-1±). O VEGF, seus receptores e as moléculas envolvidas na angiogênese são uns dos principais alvos de novos agentes terapêuticos. Alguns trabalhos demonstram que a genisteína, pertencente á família das isoflavonas (polifenóis) possui efeitos oncostáticos. Por sua propriedade anti-angiogênica, atuando na regulação da expressão de fatores pró angiogênicos mediante a atividade inibidora da proteína tirosina cinase. Assim, o objetivo deste estudo é verificar a expressão HIF-1± e VEGF pela imunicitoquímica em linhagens celulares de câncer de mama em resposta á inducão da hipóxia e o tratamento com genisteína. Os resultados obtidos nesse estudo poderão fornecer prováveis benefícios da utilização da genisteína como agente terapêutico no tratamento do câncer de mama, contribuindo para o controle do crescimento e invasão tumoral. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)