Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito de anestésicos locais na produção mitocondrial de espécies reativas de oxigênio estimulada pela inibição do complexo i da cadeia respiratória

Processo: 12/18351-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 30 de junho de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Pesquisador responsável:Roger Frigério Castilho
Beneficiário:Ivan Gallo Cappelli
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/50400-0 - Metabolismo energético, estado redox e funcionalidade mitocondrial na morte celular e em desordens cardiometabólicas e neurodegenerativas, AP.TEM
Assunto(s):Rotenona   Espécies de oxigênio reativas   Doença de Parkinson   Degeneração neural   Mitocôndrias   Anestésicos locais

Resumo

A doença de Parkinson é uma desordem neurodegenerativa, caracterizada pela degeneração predominante de neurônios dopaminérgicos da substância negra pars compacta. Estudos post-mortem forneceram evidências de uma inibição parcial (20 a 40%) do complexo I da cadeia respiratória mitocondrial e de danos oxidativos em cérebros de pacientes com a forma idiopática da doença de Parkinson. A rotenona é um inibidor do complexo I da cadeia transportadora de elétrons e será utilizada neste Projeto em experimentos com mitocôndrias isoladas, para simular o defeito mitocondrial encontrado na doença de Parkinson. O trabalho objetiva avaliar o efeito de anestésicos locais, que possuem a propriedade de alterar a fluidez de membrana, na produção de espécies reativas de oxigênio (EROs) por mitocôndrias isoladas de cérebro de rato incubadas na presença e ausência de inibidores do complexo I da cadeia respiratória mitocondrial. Experimentos avaliando o consumo mitocondrial de oxigênio e a produção de EROs serão conduzidos na presença dos anestésicos locais dibucaína, procaína, lidocaína e bupivacaína. Os resultados poderão subsidiar a proposta de novas intervenções que sejam capazes de prevenirem, ou ao menos reduzirem, o estímulo na produção mitocondrial de EROs induzido por uma inibição parcial do complexo I da cadeia respiratória.