Busca avançada
Ano de início
Entree

Função colinérgica cardiorrespiratória no núcleo do trato solitário

Processo: 12/18604-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de outubro de 2012
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Débora Simões de Almeida Colombari
Beneficiário:Karine Cristina Borsari
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/20040-1 - Função colinérgica cardiorespiratória no núcleo do trato solitário, AP.R
Assunto(s):Sistema nervoso simpático   Bulbo (sistema nervoso)   Núcleo solitário   Nervo frênico   Acetilcolina

Resumo

O núcleo do trato solitário (NTS) é uma região bulbar que está intimamente relacionada com o controle das funções cardiovasculares e respiratórias. É descrito que o NTS contém diferentes grupamentos neuronais que recebem informações distintas de aferentes periféricos, tais como dos barorreceptores arteriais, dos quimiorreceptores periféricos e dos receptores de estiramento pulmonar; como também estabelece conexões com outras áreas centrais relacionadas à geração e modulação das atividades simpática e respiratória. Contudo, os mecanismos neuroquímicos do NTS envolvidos no controle cardiorrespiratório ainda não estão completamente elucidados. Estudos prévios identificaram a presença de um sistema colinérgico no NTS. Sabe-se que a acetilcolina microinjetada no subnúcleo intermediário do NTS de ratos anestesiados ou acordados provoca hipotensão e bradicardia. Entretanto, não há estudos sobre os efeitos da estimulação ou bloqueio colinérgico em diferentes subnúcleos do NTS sobre as atividades simpática e respiratória. Portanto, este projeto propõe estudar o envolvimento da acetilcolina e dos seus receptores muscarínicos e nicotínicos nas diferentes sub-regiões do NTS (intermediário e comissural) no controle das atividades simpática e respiratória. Estudaremos também a participação do sistema colinérgico do NTS no processamento das informações provenientes dos baro- e quimiorreceptores. Para tanto serão utilizados ratos Holtzman jovens (60-100 g), a partir dos quais será obtida a preparação in situ decorticada, artificialmente perfundida e que não apresenta os efeitos depressores da anestesia. Nesta preparação o hipotálamo e tronco-encefálico são mantidos intactos, permitindo a geração das atividades simpática e respiratória de modo muito similar ao observado in vivo. Agonistas e antagonistas colinérgicos serão microinjetados, separadamente, nas diferentes sub-regiões do NTS (intermediário e comissural) e as alterações evocadas nas atividades dos nervos simpático torácico e frênico, na pressão de perfusão e na frequência cardíaca serão avaliadas. A ativação dos baro- e quimiorreceptores periféricos será realizada por meio de injeções intra-arteriais de fenilefrina e KCN, respectivamente. (AU)