Busca avançada
Ano de início
Entree

Intradermorreação de Montenegro para a identificação de gatos naturalmente infectados por Leishmania chagasi em área endêmica para a doença

Processo: 12/13923-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2012
Vigência (Término): 30 de setembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Mary Marcondes
Beneficiário:Jaqueline dos Santos Azevedo
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária (FMVA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Felidae   Imunidade celular   Leishmaniose visceral   Técnicas de diagnóstico animal   Imunidade humoral

Resumo

Apesar do cão ser considerado o principal reservatório da leishmaniose visceral no ambiente doméstico, há um crescente número de relatos de gatos naturalmente acometidos pela doença. O diagnóstico da doença em felinos é difícil de ser realizado uma vez que muitos gatos, mesmo com sintomas da doença, não desenvolvem anticorpos séricos. Desta forma, o presente estudo tem como objetivo monitorar 150 gatos residentes em uma área endêmica para leishmaniose visceral, por meio da avaliação parasitológica de linfonodos e medula óssea, sorologia por ELISA e reação de imunofluorescência indireta (RIFI), PCR de sangue e medula óssea e intradermorreação de Montenegro (IDR), a fim de verificar se a IDR pode ser utilizada como ferramenta para o diagnóstico da doença nesta espécie animal. (AU)