Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos estruturais com a importina-alfa do fungo Neurospora crassa e peptídeos de sequências de localização nuclear (NLS)

Processo: 12/16371-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2012
Vigência (Término): 31 de julho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica Molecular
Pesquisador responsável:Marcos Roberto de Mattos Fontes
Beneficiário:Natália Elisa Bernardes
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/57566-8 - O fungo filamentoso Neurospora crassa como um organismo modelo para a identificação e caracterização de novas proteínas/fatores de transcrição regulando o metabolismo de glicogênio, AP.TEM
Assunto(s):Neurospora crassa   Cristalografia de proteínas

Resumo

A comunicação entre o núcleo celular e o citoplasma acontece através de mecanismos de transporte que permitem a passagem de moléculas pelo envoltório nuclear (Lange et al., 2007; Stewart, 2007). Dentre as vias de transporte conhecidas que viabilizam o transporte de macromoléculas para dentro ou fora do núcleo através do reconhecimento de sequências de sinalização específicas, a chamada Via Clássica de Importação Nuclear é a mais bem caracterizada. Nessa via, a importina-alfa atua na identificação das proteínas a serem transportadas ao núcleo a partir do reconhecimento de sequências de localização nuclear (NLS). O fungo filamentoso Neurospora crassa é amplamente utilizado em estudos bioquímicos e de biologia molecular, desde o início do século XX (Galagan, 2003). O estudo das proteínas do fungo Neurospora crassa visa atribuir funções biológicas as proteínas hipotéticas relacionadas a esse metabolismo. Nesse contexto, a importina-alfa aparece como modelo para testar a função dessas proteínas hipotéticas e o presente projeto tem por objetivo a obtenção da estrutura da proteína através de estudos cristalográficos. Considerando os estudos já realizados com essa proteína onde não se conseguiu cristais convenientes para difração de raios X até o momento, serão conduzidos também experimentos de cristalização da proteína com peptídeos NLS, entre eles o peptídeo NLS SV40 e da proteína NCU03482. Como demonstrado recentemente por nós (Takeda et al 2012), a formação de complexos com a importina-± confere estabilidade a mesma. Os estudos propostos neste projeto serão conduzidos em colaboração com a Profª Maria Célia Bertolini do Instituto de Química da UNESP - campus de Araraquara. O projeto é diretamente relacionado com os projetos (SMOLBNET 2) - proc. 2010/51889-0 e o projeto temático proc. 08/57566-8. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BERNARDES, Natália Elisa. Estudos estruturais com a importina-α do fungo Neurospora crassa e sequências de localização nuclear. 2014. 121 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Botucatu)..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.