Busca avançada
Ano de início
Entree

Epidemiologia e patologia de ciprinídeos infectados com herpesvírus 1, 2 e/ou 3, no Brasil, no período de 2012-2013

Processo: 12/16454-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Aquicultura
Pesquisador responsável:Fabiana Pilarski
Beneficiário:Pedro Henrique de Oliveira Viadanna
Instituição-sede: Centro de Aquicultura (CAUNESP). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/19180-1 - Identificação da viremia primaveril da carpa, doença do sono da Koi, varíola da carpa, herpesvírus da Koi e Cyprinid herpesvírus 2 em kois (Cyprinus carpio) e kinguios (Carassius auratus) do Brasil, BE.EP.DR
Assunto(s):Virologia   Vírus

Resumo

A produção de carpas brasileira em 2010 foi de 94.579 toneladas, sendo o segundo grupo de peixe mais produzido. As carpas ornamentais e kinguios são os principais peixes ornamentais produzidos no Brasil, sendo os mais comercializados, com a produção de mais de 03 milhões de peixes produzidos. A América do Sul possui o maior número de espécies conhecidas de peixes de água continental do mundo. Das doenças virais, o Brasil teve o relato de viremia primaveril da carpa em kinguios em 1998. A criação intensiva de ciprinídeos associada a grande movimentação internacional de espécimes sem certificação sanitária, contribuem para a rápida distribuição mundial de patógenos responsáveis por massiva mortalidade de peixes de cultivo, ornamental e silvestre. Dentro das normas da FAO/OIE dez doenças de peixes são de notificação obrigatória, sendo oito de origem viral. O herpesvírus 3 (CyHV-3) e a viremia primaveril da carpa (SVC) são de notificação obrigatória segundo a OIE, com alta taxa de mortalidade. O herpesvírus 2 (CyHV-2) tem taxa de mortalidade de 50-100% e acomete Carassius auratus. O herpesvírus 1 (CyHV-1) causa uma dermatopatia. Este trabalho tem como objetivo principal investigar a presença de Herpesvírus de ciprinídeos 1, 2 e/ou 3 em carpas koi (Cyprinus carpio) e kinguios (Carassius auratus) provenientes de centros de importação de peixes vivos do Brasil, cadastrados pelo IBAMA e Ministério da Pesca (MPA), e das principais pisciculturas carpas e kinguios ornamentais do Brasil. Através desta investigação, pretende-se prover futuros subsídios para o estabelecimento de um melhor controle destes patógenos, contribuindo assim com a aquicultura e preservação da ictiofauna brasileira. Como objetivo auxiliar, o trabalho pretende catalogar os principais agentes infecciosos e lesões patológicas nestas espécies. Serão coletadas 50 peixes (carpas e kinguios) dos estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraná. Serão realizados avaliação macroscópica post mortem, avaliação histopatológica, identificação por PCR de CyHV-1, CyHV-2, CyHV-3, Viremia Primaveril da carpa (SVC) e doença do sono da carpa (CEV), identificação bacteriana, identificação e quantificação de ectoparasitas (Protozoários, Monogenéticos, Tremátodeos, crustáceos) e endoparasitas (Nematoda, Cestoda).

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
VIADANNA, Pedro Henrique de Oliveira. Aspectos epidemiológicos e patológicos de doenças virais em carpas Koi e Kinguio. 92 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Centro de Aqüicultura..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.