Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação da formação de memória do condicionamento clássico aversivo em pombos por observação do treino de um pombo-modelo

Processo: 12/16813-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 31 de outubro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Fisiológica
Pesquisador responsável:Elenice Aparecida de Moraes Ferrari
Beneficiário:Andressa Pelaquim
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Memória animal   Aprendizado social   Respostas condicionadas   Condicionamento da aversão   Comportamento animal

Resumo

Investigação da formação de memória do condicionamento clássico aversivo em pombos por observação do treino de um pombo-modelo. Estudos com roedores e primatas demonstram que a aprendizagem do medo ocorre por experiência com contingências aversivas ou por observação da experiência de outros. O objetivo será analisar a aquisição da resposta condicionada de medo por pombos que observaram o treino de condicionamento clássico som-choque em um Modelo. Pombos adultos, machos, serão atribuídos a: Grupo Modelo (n= 8), sem acesso à observação de outro, com treino e testes ao contexto e ao som; Grupo Observação Condicionamento (n= 8), com acesso à observação do Modelo no treino, testados ao contexto e ao som; Grupo Observação Habituação (n=6), com acesso à observação do Modelo com habituação e teste na câmara experimental; Grupo Observação, Interação Social e Condicionamento e (n= 6), com acesso à observação do modelo durante o treino, interação social com o Modelo após o treino, e testados ao contexto e ao som. Na sessão de observação, cada pombo será pareado a um pombo-Modelo submetido ao treino em condicionamento clássico som-choque (03 pareamentos som-choque, aos 5 min, 10 min e 15 min, numa sessão de 20 min). Após 24h o teste ao contexto ocorrerá na mesma câmara do condicionamento som-choque, seguido pelo teste ao som numa câmara diferente daquela do condicionamento (10 min de duração; 03 estímulos sonoros aos 3 min, 6 min e 9 min). As sessões serão gravadas com sistema digital para posterior transcrição e análise dos comportamentos (exploração, exploração cautelosa, vigilância, movimentos isolados, parado e congelamento). Os dados comportamentais serão analisados com o teste ANOVA e com o teste Tukey- Kramer para comparações post hoc. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)