Busca avançada
Ano de início
Entree

Silenciamento do gene GDF15 e resposta à radioterapia e ao tratamento com Temozolomida em linhagens celulares de glioblastoma multiforme

Processo: 12/11351-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2012
Vigência (Término): 30 de setembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Carlos Alberto Scrideli
Beneficiário:Mirella Baroni Milan
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Temozolomida   Oncologia pediátrica   Radioterapia

Resumo

O glioblastoma multiforme (GBM) é o mais comum e o mais maligno dos tumores primários cerebrais em adultos, sendo menos frequente em crianças, sendo responsável por 7 a 9% dos tumores do SNC. Apesar dos avanços tecnológicos a sobrevida dos pacientes adultos é de 12 a 15 meses. Apesar de melhor prognóstico em comparação aos adultos, dados de um estudo mostraram que na maioria dos casos de GBM infantil, a recorrência e morte ocorre dentro de 2 anos. Este tipo de tumor exibe elevada heterogeneidade celular, com alterações genéticas complexas que refletem em alta instabilidade genômica e apresentam implacável progressão maligna, caracterizada por difusão e invasão através do cérebro, resistência aos tradicionais tratamentos como a radioterapia e o tratamento com a droga Temozolomida. Entre as alterações genéticas, nosso grupo observou uma alta expressão do GDF15 em tumores primários e em linhagens celulares de GBM. O GDF15 é um fator de crescimento que em condições fisiológicas normais está pouco expresso, mas em casos de inflamações e malignidades sua expressão é aumentada. O alto nível de GDF15 está associado com pior prognóstico em diversos tipos de cânceres, inclusive o GBM. Foi observado que o silenciamento do GDF15 resultou em linhagens celulares, de tumor da nasofaringe, menos resistentes à radioterapia. Esse projeto tem por objetivo correlacionar o silenciamento do GDF15 com a sensibilidade à radioterapia e ao tratamento com a droga Temozolomida em linhagens celulares de GBM de criança e de adulto. Para analisar essas correlações, o GDF15 será silenciado por RNA de interferência, após o silenciamento será feito os tratamentos independentes (radioterapia e Temozolomida) seguido dos estudos funcionais in vitro.