Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise dò potencial terapêutico dè células derivadas dò órgão vomeronasal dè coelhos da raça Nova Zelândia

Processo: 12/11560-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2012
Vigência (Término): 29 de maio de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária
Pesquisador responsável:Maria Angelica Miglino
Beneficiário:Marcio Nogueira Rodrigues
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):13/07824-9 - Resposta inflamatória em lesões de medula espinal tratadas com VEGF e PDGF, BE.EP.DR
Assunto(s):Cavidade nasal   Células-tronco   Terapia baseada em transplante de células e tecidos

Resumo

O órgão vomeronasal está localizado na base da cavidade nasal, possui formato tubular, está dividido pelo septo nasal e faz parte do sistema olfatório. Ele emite sinais químicos que detectam feromônios e modulam o comportamento social e reprodutivo através de seus receptores que captam estímulos quimiosensitivos. É um órgão distintamente quimiosensorial e está bem desenvolvido nos mamíferos em especial em coelhos. O órgão vomeronasal possui células sensoriais que sofrem neurogênese durante a vida, neste órgão as células-tronco adjacentes a lâmina basal se dividem e migram para substituir neurônios sensitivos, estas células-tronco são capazes de gerar neurônios funcionais ao longo da vida e da idade animal em particular. Desta forma, podemos pensar que esta capacidade regenerativa persistente poderá no futuro fornecer uma esperança se utilizada na Medicina Regenerativa como fonte para terapia celular. As células-tronco basais do órgão vomeronasal não formam camadas de células distintas, como as que ocorrem no epitélio olfatório, elas existem e estão distribuídas, não só nas margens, mas em todo o epitélio desse órgão. Neste projeto temos como objetivo isolar, caracterizar as células derivadas do órgão vomeronasal de coelhos da raça Nova Zelândia bem como, testar seu potencial terapêutico no tratamento de lesões destrutivas da via vomeronasal. Além disso, temos também no futuro o intuito de estudar o comportamento reprodutivo nesses animais lesionados uma vez que, já foi demonstrado que a perda deste órgão leva a distúrbios comportamentais e sexuais destes animais.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BARRETO, RODRIGO S. N.; DE OLIVEIRA, FRANCELIUSA DELYS; MATIAS, GUSTAVO DE SA SCHIAVO; RODRIGUES, MARCIO N.; CARVALHO, RAFAEL C.; FRANCIOLLI, ANDRE LUIS R.; FRATINI, PAULA; MIGLINO, MARIA ANGELICA. Rabbit Vomeronasal Organ-Derkered Cells lime Mesenchymal Profile and Neuronal Commitment. INTERNATIONAL JOURNAL OF MORPHOLOGY, v. 38, n. 5, p. 1463-1472, OCT 2020. Citações Web of Science: 0.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
RODRIGUES, Marcio Nogueira. Análise do potencial terapêutico de células derivadas do órgão vômeronasal de coelhos da raça Nova Zelândia. 2014. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.