Busca avançada
Ano de início
Entree

Nanopartículas a base de quitosana para administração nasal de bevacizumab

Processo: 12/13446-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2012
Vigência (Término): 30 de junho de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Pesquisador responsável:Maria Palmira Daflon Gremião
Beneficiário:Leonardo Miziara Barboza Ferreira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):13/19578-2 - Avaliação do potencial da administração intranasal de nanopartículas contendo uma proteína anticâncer no tratamento de tumor cerebral, BE.EP.DR
Assunto(s):Nanopartículas   Nanotecnologia farmacêutica   Quitosana   Glioblastoma   Angiogênese

Resumo

Anticorpos monoclonais representam uma importante classe de biofármacos com uma ampla aplicação terapêutica, especialmente contra o câncer. O bevacizumab, um anticorpo monoclonal que será utilizado nesse estudo, foi recentemente aprovado para o tratamento de glioblastomas. Ele atua impedindo o processo de angiogênese que acompanha o tecido neoplásico e em combinação com fármacos citotóxicos pode reduzir o tamanho do tumor. No entanto, assim como outros fármacos de natureza proteica, formulações de anticorpos representam um grande desafio tanto do ponto de vista tecnológico quanto biofarmacêutico. A baixa estabilidade físico-quimica dentro da formulação e em fluidos biológicos bem como baixa biodisponibilidade e potencial imunogênico geram a necessidade de desenvolvimento de novas estratégias para contornar esses problemas. A via nasal, além de possuir características favoráveis para a administração de proteínas, tem gerado grande interesse como uma rota para se atingir o sistema nervoso central. Os sistemas nanoestruturados com capacidade mucoadesiva também constituem uma valiosa estratégia para a administração de biofármacos em mucosas. Dessa forma, aliando-se vantagens anatômicas que permitem uma passagem direta de fármacos da cavidade nasal para o cérebro com o uso de carreadores nanométricos a base de quitosana capazes de aumentar a permeação de macromoléculas pretende-se chegar à uma estratégia promissora visando-se o direcionamento de bevacizumab ao cérebro para tratamento de glioblastomas.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FERREIRA, LEONARDO M. B.; ALONSO, JOVAN D.; KIILL, CHARLENE P.; FERREIRA, NATALIA N.; BUZZA, HILDE H.; MARTINS DE GODOI, DENIS R.; DE BRITTO, DOUGLAS; ASSIS, ODILIO BENEDITO G.; SERAPHIM, THIAGO V.; BORGES, JULIO CESAR; GREMIAO, MARIA PALMIRA D. Exploiting supramolecular interactions to produce bevacizumab-loaded nanoparticles for potential mucosal delivery. EUROPEAN POLYMER JOURNAL, v. 103, p. 238-250, JUN 2018. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.