Busca avançada
Ano de início
Entree

Ação da própolis sobre a maturação e função de células dendríticas humanas

Processo: 12/13996-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Etnofarmacologia
Pesquisador responsável:José Maurício Sforcin
Beneficiário:Bruno Jose Conti
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Citocinas   Células dendríticas   Produtos naturais   Própolis   Streptococcus mutans

Resumo

Células dendríticas (DCs) são essenciais para o reconhecimento de patógenos e apresentação de seus antígenos aos linfócitos T, desempenhando papel fundamental no elo entre as respostas imunes inata e adaptativa. Neste contexto, a modulação da resposta imune é de extrema relevância para a resolução de processos infecciosos. A própolis é um produto resinoso, elaborado pelas abelhas a partir de diversas partes das plantas, e tem despertado a atenção dos pesquisadores em virtude de suas inúmeras propriedades biológicas, destacando sua ação imunomoduladora. Entretanto, a grande maioria dos trabalhos referentes às suas atividades foi realizada com animais de laboratório, não havendo praticamente dados na literatura pertinente quanto ao seu efeito sobre células humanas. Assim, o presente projeto de pesquisa tem como objetivo investigar os efeitos da própolis nos eventos iniciais da resposta imune, avaliando a maturação e função das DCs. Tais células serão diferenciadas a partir de monócitos do sangue periférico de doadores saudáveis, pelo cultivo com IL-4 e GM-CSF, e serão avaliadas em relação à possível citotoxicidade após a incubação com este produto apícola. Inicialmente, será analisado o efeito da própolis na ativação do NF-kB e na expressão de micro-RNAs, uma classe de moléculas reguladoras das funções celulares, sendo miR-155 e miR-148 os mais implicados na ativação das DCs. Em seguida, será avaliada a ação da própolis sobre a maturação de DCs, analisando a expressão de marcadores de superfície celular (TLR-4, MHC-II, CD80, CD86 e CD40) e sobre a produção de citocinas (TNF-a, IL-6, IL-10 e IL-12), correlacionando esses parâmetros com a atividade bactericida das DCs. A realização deste projeto trará relevante contribuição, considerando a importante função destas células no desencadeamento da resposta imune e a possibilidade de a própolis modular positivamente sua função. Também será o início dos trabalhos de nosso grupo com células dendríticas humanas, visando a maior aplicabilidade de nossos resultados e introduzindo novas técnicas em nosso laboratório.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CONTI, BRUNO J.; SANTIAGO, KARINA B.; CARDOSO, ELIZA O.; FREIRE, PAULA P.; CARVALHO, ROBSON F.; GOLIM, MARJORIE A.; SFORCIN, JOSE M. Propolis modulates miRNAs involved in TLR-4 pathway, NF-B activation, cytokine production and in the bactericidal activity of human dendritic cells. Journal of Pharmacy and Pharmacology, v. 68, n. 12, p. 1604-1612, DEC 2016. Citações Web of Science: 8.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CONTI, Bruno Jose. Ação da própolis sobre a maturação e função de células dendríticas humanas. 2015. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Botucatu)..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.