Busca avançada
Ano de início
Entree

Um estudo da rede de vórtices de supercondutores mesoscópicos do tipo Onda-d

Processo: 12/14186-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 31 de outubro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física da Matéria Condensada
Pesquisador responsável:Edson Sardella
Beneficiário:Welken Charlois Gonçalves
Instituição-sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/08072-0 - Pesquisa fundamental em supercondutividade e magnetismo - sistemas com potencial para aplicações: óxidos avançados e supercondutores dotados de estruturas artificiais, AP.TEM
Assunto(s):Supercondutividade

Resumo

Com o surgimento de modernas técnicas de fabricação de supercondutores de tamanho muito reduzido (filmes de espessura da ordem de manômetro e largura e comprimento da ordem de micrômetro), nas duas últimas décadas cresceu muito, tanto do ponto de vista teórico como experimental, o interesse nas propriedades magnéticas e estruturais da rede de vórtices em materiais nanoestruturados. Estas propriedades vêm se revelando muito diferentes em materiais de dimensões mesoscópicas com relação aos de dimensões macroscópicas. Em trabalhos anteriores desenvolvemos um código computacional próprio para estudar problemas por meio das equações de Ginzburg-Landau dependentes do tempo para supercondutores convencionais. O emparelhamento para este tipo de supercondutor é do tipo onda-$s$ no qual o parâmetro de ordem é um escalar. Neste trabalho iremos desenvolver um algoritmo e, a partir deste, estender o código computacional já escrito para supercondutores do tipo onda-s para supercondutores do tipo onda-d. Estes supercondutores são descritos por um parâmetro de ordem que tem duas componentes. Semelhante aos supercondutores do tipo onda-p, os do tipo onda-d são altamente não convencionais. Por exemplo, a rede de vórtices nestes supercondutores pode ter simetria quadrada ao invés de triangular. (AU)