Busca avançada
Ano de início
Entree

Controle de qualidade de proteína na disfunção/atrofia muscular esquelética: papel do receptor beta2- adrenérgico

Processo: 12/14416-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Julio Cesar Batista Ferreira
Beneficiário:Juliane Cruz Campos
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/01633-5 - Papel protetor da estimulação beta2-adrenérgica na disfunção/atrofia muscular esquelética: contribuição do sistema lisossomal-autofágico, BE.EP.DR

Resumo

A atrofia muscular, caracterizada pela redução da área de secção transversa das fibras musculares esqueléticas e diminuição da capacidade de geração de força muscular, é considerada um importante determinante da classe funcional e prognóstico de pacientes em diversas doenças como câncer, sepse e doenças cardiovasculares. Recentemente, os conhecimentos sobre a fisiopatologia da atrofia muscular estabeleceram que o acúmulo de proteínas danificadas, decorrente da perda da homeostase redox e prejuízo no controle de qualidade de proteína (CQP) na musculatura esquelética, pode contribuir para a redução da viabilidade do miócito.O CQP, composto primariamente pelo sistema ubiquitina proteassoma (SUP), lisossomos e chaperonas, tem importante função no monitoramento e proteção da célula contra o acúmulo de proteínas mal-formadas ou danificadas. Responsável por cerca de 90% da degradação de proteínas celulares, o SUP é considerado o principal integrante do CQP em diferentes tecidos (ex. coração e cérebro). Entretanto, o papel do SUP no CQP, bem como seu efeito na função e viabilidade muscular ainda é incipiente. Nossos dados preliminares apontam que mesmo com o aumento da atividade proteolítica do SUP, ainda se observa o acúmulo de proteínas danificadas na musculatura atrófica em modelo animal de constrição crônica do nervo isquiático (CCI), sugerindo um déficit do SUP e consequente prejuízo do CQP no modelo estudado. Sendo assim, no presente projeto de pesquisa propomos inicialmente caracterizar a contribuição do SUP na regulação do CQP durante a progressão da atrofia/disfunção muscular induzida por CCI em ratos. Além disso, estudaremos se o déficit do SUP é compensado pela hiperativação dos outros sistemas envolvidos no CQP da musculatura esquelética. Por fim, avaliaremos se a utilização de terapias que melhoram o CQP na musculatura cardíaca tem efeito benéfico em modelo animal de disfunção/atrofia muscular esquelética, visto que, recentemente demonstramos que alterações pós-traducionais do SUP regulam diretamente o CQP no coração. De fato, a fosforilação/ativação do proteassoma cardíaco pela proteína quinase A (PKA), decorrente da ativação ²-adrenérgica, resulta na melhora do CQP na musculatura cardíaca e aumento da viabilidade do cardiomiócito. Baseados nessa premissa, e considerando que nossos resultados preliminares demonstram um déficit do CQP em modelo de disfunção/atrofia muscular esquelética em ratos, propomos investigar a participação da PKA, decorrente da ativação dos receptores ²-adrenérgicos, na regulação do CQP na musculatura esquelética. Para testar essa hipótese avaliaremos se o tratamento com agonista do receptor ²2-adrenérgico (utilizando doses hipertrófica e eutrófica) interfere no CQP e na função muscular esquelética em modelo de ratos com CCI. Validaremos essa hipótese utilizando camundongos com deleção gênica dos receptores ²2-adrenérgicos (²2KO). Por fim, com o intuito de melhor entender os mecanismos celulares envolvidos na regulação do CQP no mioblasto, bem como compreender a contribuição da PKA, decorrente da ativação ²-adrenérgica, estudaremos a responsividade do CQP frente a diferentes estímulos em cultura primária de mioblastos de camundongos. Além disso, validaremos nossos resultados obtidos na cultura celular utilizando terapias farmacológicas e manipulações genéticas capazes de inibir ou estimular o sinal mediado pelos receptores ²2-adrenérgicos. Considerando a atual relevância clínica da disfunção/atrofia muscular, uma compreensão mais detalhada do CQP no músculo esquelético, bem como sua regulação por interações intermoleculares será de grande valia para o futuro emprego de terapias farmacológicas e não farmacológicas que atuem em mecanismos-chave envolvidos na fisiopatologia da disfunção/atrofia muscular.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Estudos apoiados pela FAPESP ganham Prêmio Tese Destaque USP  
Exercício físico melhora eliminação de proteínas tóxicas dos músculos 
Un estudio revela de qué manera los ejercicios físicos protegen el corazón 
Pesquisa revela como o exercício físico protege o coração 

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CAMPOS, JULIANE C.; BAEHR, LESLIE M.; FERREIRA, NIKOLAS D.; BOZI, LUIZ H. M.; ANDRES, ALLEN M.; RIBEIRO, MARCIO A. C.; GOTTLIEB, ROBERTA A.; BODINE, SUE C.; FERREIRA, JULIO C. B. beta(2)-adrenoceptor activation improves skeletal muscle autophagy in neurogenic myopathy. FASEB JOURNAL, v. 34, n. 4 FEB 2020. Citações Web of Science: 0.
CAMPOS, JULIANE C.; BAEHR, LESLIE M.; GOMES, KATIA M. S.; BECHARA, LUIZ R. G.; VOLTARELLI, VANESSA A.; BOZI, LUIZ H. M.; RIBEIRO, MARCIO A. C.; FERREIRA, NIKOLAS D.; MOREIRA, JOSE B. N.; BRUM, PATRICIA C.; BODINE, SUE C.; FERREIRA, JULIO C. B. Exercise prevents impaired autophagy and proteostasis in a model of neurogenic myopathy. SCIENTIFIC REPORTS, v. 8, AUG 7 2018. Citações Web of Science: 4.
CAMPOS, JULIANE C.; BOZI, LUIZ H. M.; BECHARA, LUIZ R. G.; LIMA, VANESSA M.; FERREIRA, JULIO C. B. Mitochondrial Quality Control in Cardiac Diseases. FRONTIERS IN PHYSIOLOGY, v. 7, OCT 21 2016. Citações Web of Science: 12.
CAMPOS, JULIANE C.; GOMES, KATIA M. S.; FERREIRA, JULIO C. B. Impact of exercise training on redox signaling in cardiovascular diseases. Food and Chemical Toxicology, v. 62, p. 107-119, DEC 2013. Citações Web of Science: 36.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CAMPOS, Juliane Cruz. Controle de qualidade de proteína na disfunção/atrofia muscular esquelética: papel do receptor β2-adrenérgico.. 2017. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.